Notícias

Estação de tratamento de Mogi Mirim/SP economiza R$ 22 mil por mês com energia solar

Publicado em 11/11/2020 às 10:35:58

A Estação de Tratamento de Esgoto de Mogi Mirim foi a primeira a ser operada por meio da tecnologia fotovoltaica no Brasil

 

energia-solar

 

A primeira Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) operada por meio da energia solar fotovoltaica no Brasil, localizada em Mogi Mirim (SP), tem gerado economia de aproximadamente R$ 22 mil por mês. A usina conta com 1.066 módulos fotovoltaicos distribuídos em três tipos de instalação: telhado, solo e carport, projetado para gerar 612 mil kWh de energia anualmente, permitindo uma economia de energia de cerca R$ 270 mil no primeiro ano. A energia produzida é suficiente para abastecer 370 casas.

Wellington, diretor de uma companhia de energia solar, responsável pelo projeto, conta que o consumo de energia elétrica está entre os três maiores insumos necessários para operação dos sistemas de tratamento de efluentes.

“Dessa forma, o principal desafio foi complementar a geração de energia da ETE por meio do sistema fotovoltaico”, explica.

O CEO da companhia de Energia Solar mencionada anteriormente, Windson, destaca que inicialmente foi realizado um estudo de viabilidade técnico-financeira para a instalação dos módulos fotovoltaicos no qual definiu o tamanho do projeto.

“A partir deste estudo conseguimos estimar a economia de energia do projeto, bem como definir outros detalhes”, explica.


LEIA TAMBÉM: VIVO INAUGURA NO RJ SUA PRIMEIRA USINA DE BIOGÁS PARA GD


Abastecimento de veículos elétricos

Bernardo também lembra que as placas fotovoltaicas instaladas no telhado do estacionamento permitem a instalação de carregadores veiculares para abastecer as baterias dos veículos elétricos.

Com investimento de cerca de R$ 1,8 milhão, a Serviços de Saneamento de Mogi Mirim (SESAMM) foi a primeira empresa de serviços de saneamento a investir na geração de energia através do sistema solar fotovoltaico e garantir eficiência e sustentabilidade para os sistemas de tratamento de esgoto.

Segundo a empresa, o projeto da usina solar cumpre todas as normas técnicas determinadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e está em conformidade com as especificações técnicas e normativas da concessionaria de energia elétrica Elektro, responsável pelo fornecimento de energia para o município.

A ETE de Mogi Mirim trata 150 litros de efluentes domésticos por segundo.

A energia solar é uma fonte de energia muito vantajosa, pois não é poluente, não produz ruídos, demanda baixa manutenção, a instalação é simples e rápida, além de utilizar um recurso natural inesgotável. A energia solar proporciona diversos benefícios importantes à sociedade, como a questão ambiental e sustentável, por exemplo.

Fonte: Portal Solar.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *