Novo estudo do Instituto Trata Brasil aponta que as regiões com piores resultados são aquelas que apresentam piores condições de saneamento.
Com o novo Marco Regulatório do Saneamento, as empresas que atuam no segmento buscam aumentar sua competitividade para se adaptar a esta nova realidade de mercado. Para tanto, buscam soluções tecnológicas para maximizar a qualidade e produtividade de seus serviços.
Este trabalho visa avaliar o potencial de aplicação de sistemas de wetlands construídos flutuantes, como parte das NBS, para revitalizar rios urbanos.
O monitoramento dos três sistemas por nove meses gerou resultados acerca da qualidade do efluente final produzido, da eficiência das tecnologias e da sua aceitação pela população local.
Atualmente, cerca de 35 milhões de brasileiros não tem acesso à água potável em casa e mais de 100 milhões não tem acesso ao serviço de esgoto.
Importância da inteligência competitiva na área de saneamento com processo de inteligência para monitoramente de informações ambientais.
O referido trabalho tem a finalidade apresentar a eficiência na remoção de dureza total com a utilização da tecnologia Troca Iônica.
O objetivo deste trabalho é realizar o levantamento das residências que utilizam a rede coletora do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) do município de Lagoa Formosa, e assim, verificar o que foi deixado de acarrecadar além do que foi gasto para tratar o esgoto sanitário de usuários que não pagam por este serviço.
A presente pesquisa teve como objetivo avaliar a qualidade da água proveniente do rio urbano Camarajipe e propor uma biotecnologia a base de microalgas dulciaquícolas para o tratamento sustentável e eficiente dessas águas residuais, com o intuito de melhorar os recursos utilizados para o saneamento básico brasileiro.
O Trabalho analisa o saneamento básico no estado do Ceará sob a luz do Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab). Foi apresentado o novo conceito de atendimento adequado e déficit que o plano propões para os serviços de saneamento básico.
Saneamento básico é todo conjunto de serviços, infraestruturas e instalações relativas ao abastecimento de água potável, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais das zonas urbanas e rurais. No Brasil, esse conceito está instituído na Lei Federal nº 11.445/07.
O marco regulatório do setor de saneamento instituído pela lei federal nº11445 de 2007 estabeleceu diversos princípios entre os quais a implementação de uma política de subsidio que em princípio não alterava o mecanismo de subsídios cruzados que vinha sendo praticado pelo setor desde o início da execução do PLANASA.
É possível aplicar mecanismos alternativos aos sancionatórios, ao menos em um momento inicial onde é necessário estabelecer as metas, indicadores e valores de referência para o gasto energético no abastecimento de água, para depois poder controlá-los com maior assertividade.
Este artigo tem como objetivo sintetizar aspectos quantitativos e qualitativos de relevância quanto às condições do saneamento na cidade histórica de Ouro Preto.
O teste foi realizado no sistema de aeração superficial de uma estação de tratamento de esgotos com capacidade de tratamento de 1,5m³/ s e trouxe resultados de economia de energia de aproximadamente 20%.
O presente trabalho tem por objetivo avaliar e identificar problemáticas no sistema de saneamento em dois bairros da cidade de Belém do Pará.
O presente artigo tem como objetivo verificar se as metas propostas para o curto prazo foram atendidas, utilizando para isso alguns dos indicadores dos serviços de água e esgoto do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).
Visando melhorar esse cenário, a moderna gestão dos recursos hídricos vem utilizando instrumentos de gestão e planejamento para avaliar questões estratégicas, entre elas, a aferição da abrangência e eficiência dos serviços de saneamento prestados através de índices e indicadores.
Esta plataforma foi planejada para operar em ambiente web, o que confere a princípio; mobilidade e agilidade, pois qualquer computador ligado à rede da empresa é possível realizar o acesso à plataforma.
A presente pesquisa respondeu a pergunta: Quais as principais fontes de inovação identificadas e os motivos de sua escolha em empresas de saneamento básico brasileiras? Foi realizada uma pesquisa exploratória, com a realização de estudo de caso múltiplos, de abordagem qualitativa.

Categoria de Artigo: Saneamento

Novo estudo do Instituto Trata Brasil aponta que as regiões com piores resultados são aquelas que apresentam piores condições de saneamento.
Com o novo Marco Regulatório do Saneamento, as empresas que atuam no segmento buscam aumentar sua competitividade para se adaptar a esta nova realidade de mercado. Para tanto, buscam soluções tecnológicas para maximizar a qualidade e produtividade de seus serviços.
Este trabalho visa avaliar o potencial de aplicação de sistemas de wetlands construídos flutuantes, como parte das NBS, para revitalizar rios urbanos.
O monitoramento dos três sistemas por nove meses gerou resultados acerca da qualidade do efluente final produzido, da eficiência das tecnologias e da sua aceitação pela população local.
Atualmente, cerca de 35 milhões de brasileiros não tem acesso à água potável em casa e mais de 100 milhões não tem acesso ao serviço de esgoto.
Importância da inteligência competitiva na área de saneamento com processo de inteligência para monitoramente de informações ambientais.
O referido trabalho tem a finalidade apresentar a eficiência na remoção de dureza total com a utilização da tecnologia Troca Iônica.
O objetivo deste trabalho é realizar o levantamento das residências que utilizam a rede coletora do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) do município de Lagoa Formosa, e assim, verificar o que foi deixado de acarrecadar além do que foi gasto para tratar o esgoto sanitário de usuários que não pagam por este serviço.
A presente pesquisa teve como objetivo avaliar a qualidade da água proveniente do rio urbano Camarajipe e propor uma biotecnologia a base de microalgas dulciaquícolas para o tratamento sustentável e eficiente dessas águas residuais, com o intuito de melhorar os recursos utilizados para o saneamento básico brasileiro.
O Trabalho analisa o saneamento básico no estado do Ceará sob a luz do Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab). Foi apresentado o novo conceito de atendimento adequado e déficit que o plano propões para os serviços de saneamento básico.
Saneamento básico é todo conjunto de serviços, infraestruturas e instalações relativas ao abastecimento de água potável, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais das zonas urbanas e rurais. No Brasil, esse conceito está instituído na Lei Federal nº 11.445/07.
O marco regulatório do setor de saneamento instituído pela lei federal nº11445 de 2007 estabeleceu diversos princípios entre os quais a implementação de uma política de subsidio que em princípio não alterava o mecanismo de subsídios cruzados que vinha sendo praticado pelo setor desde o início da execução do PLANASA.
É possível aplicar mecanismos alternativos aos sancionatórios, ao menos em um momento inicial onde é necessário estabelecer as metas, indicadores e valores de referência para o gasto energético no abastecimento de água, para depois poder controlá-los com maior assertividade.
Este artigo tem como objetivo sintetizar aspectos quantitativos e qualitativos de relevância quanto às condições do saneamento na cidade histórica de Ouro Preto.
O teste foi realizado no sistema de aeração superficial de uma estação de tratamento de esgotos com capacidade de tratamento de 1,5m³/ s e trouxe resultados de economia de energia de aproximadamente 20%.
O presente trabalho tem por objetivo avaliar e identificar problemáticas no sistema de saneamento em dois bairros da cidade de Belém do Pará.
O presente artigo tem como objetivo verificar se as metas propostas para o curto prazo foram atendidas, utilizando para isso alguns dos indicadores dos serviços de água e esgoto do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).
Visando melhorar esse cenário, a moderna gestão dos recursos hídricos vem utilizando instrumentos de gestão e planejamento para avaliar questões estratégicas, entre elas, a aferição da abrangência e eficiência dos serviços de saneamento prestados através de índices e indicadores.
Esta plataforma foi planejada para operar em ambiente web, o que confere a princípio; mobilidade e agilidade, pois qualquer computador ligado à rede da empresa é possível realizar o acesso à plataforma.
A presente pesquisa respondeu a pergunta: Quais as principais fontes de inovação identificadas e os motivos de sua escolha em empresas de saneamento básico brasileiras? Foi realizada uma pesquisa exploratória, com a realização de estudo de caso múltiplos, de abordagem qualitativa.

Fiscalização de cobrança de tarifa de esgoto: um estudo de caso do serviço autônomo de água e esgoto (SAAE) de Lagoa Formosa/MG

O objetivo deste trabalho é realizar o levantamento das residências que utilizam a rede coletora do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) do município de Lagoa Formosa, e assim, verificar o que foi deixado de acarrecadar além do que foi gasto para tratar o esgoto sanitário de usuários que não pagam por este serviço.

Leia Mais »

Saneamento básico: realidade brasileira

Saneamento básico é todo conjunto de serviços, infraestruturas e instalações relativas ao abastecimento de água potável, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais das zonas urbanas e rurais. No Brasil, esse conceito está instituído na Lei Federal nº 11.445/07.

Leia Mais »