NOTÍCIAS

Redução de Óleos e Graxas em Laticínio com uso de Biotecnologia

Um grande desafio para algumas empresas é a remoção de gordura no tratamento de efluentes, principalmente para as indústrias lácteas

 

superbac

 

A grande maioria das empresas deste segmento possuem flotador como tratamento primário para remoção do excesso de gordura proveniente da produção.

Porém, mesmo com a presença deste equipamento, ainda há grande quantidade de gordura que segue para a segunda etapa do tratamento, o sistema biológico.

Grandes concentrações de gordura presentes no biológico podem interferir no bom funcionamento do sistema e ainda não atender as exigências legais de lançamento para o parâmetro de Óleos e Graxas (OG).

Foi exatamente por este motivo que uma indústria de laticínio brasileiro nos procurou para uso de biotecnologia.


LEIA TAMBÉM: AUMENTO DE EFICIÊNCIA EM REMOÇÃO DE DBO EM ETE DE INDÚSTRIA DE PAPEL.


Composição do sistema

O sistema de tratamento é composto por lodo ativado com valo de oxidação, com vazão diária de 140 m³/dia e DQO Bruta de 1.800 mg/L.

A empresa apresentava concentração de saída final de 130 mg/L de OG, sendo que a legislação exige o máximo de 20 mg/L. Havia também uma camada de gordura sobrenadante no sistema de tratamento.

A SUPERBAC iniciou o tratamento com aplicação diária do consórcio biológico e após 30 dias, a concentração de OG já havia sido reduzida de 130 mg/L para 17 mg/L, como mostra o gráfico abaixo.

superbac

Também foi possível observar a redução da camada superficial de gordura após 60 dias de tratamento. As fotos abaixo comprovam esta redução.

superbac

Diana Takeuchi
Analista Técnica Jr. da Superbac