NOTÍCIAS

Com empréstimo de banco europeu, Copasa vai investir 96 milhões de euros em Minas

Investimentos abrangem 27 municípios mineiros, com foco na eficiência energética, melhorias em estações de tratamento de esgoto e ampliação de sistemas de esgotamento sanitário em cidades de pequeno e médio porte; empresa terá 15 anos para pagar montante

copasa

Estação de Tratamento de Esgoto de Divinópolis, na Região Centro-Oeste de Minas – (foto: Copasa/Divulgação)

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e a Cooperação Financeira Alemã, por meio do Banco Alemão de Desenvolvimento – KfW, vão assinar, nesta quinta, um contrato de operação de crédito no valor de 80 milhões de euros, com contrapartida de 20%, correspondente a 16 milhões de euros da Copasa. O montante total, 96 milhões de euros, se destina à universalização da coleta e tratamento do esgoto nas áreas de abrangência da estatal mineira. O empréstimo terá juros fixos de até 1,5% ao ano, com pagamentos semestrais sobre o montante desembolsado. O prazo do financiamento será de 15 anos, incluídos cinco anos de carência, com pagamentos semestrais.

Os recursos se dirigem a quatro esferas. A primeira delas é a eficiência energética em estações elevatórias de esgoto, isto é, a implantação de soluções de engenharia que promovam a redução do consumo de energia elétrica dos sistemas de abastecimento. Neste âmbito, 25 cidades serão beneficiadas: Brumadinho, Belo Horizonte, Matozinhos, Itamarandiba, Teófilo Otoni, Minas Novas, Conselheiro Lafaiete, Baependi, Divinópolis, Santos Dumont, Iturama, Arcos, Bom Despacho, Pouso Alegre, Itajubá, Frutal, Barbacena, Alfenas e Três Corações.
A ampliação de três estações de tratamento de esgoto também está no cronograma, situadas nas cidades de Betim, Belo Horizonte e Montes Claros. Além disso, estão previstas ações de mobilização social e aumento dos investimentos no Programa Caça Esgoto, responsável por eliminar os lançamentos irregulares de esgotos nas redes de drenagem e nos rios e córregos

Sistemas de esgotamento sanitário

Expansão ainda dos sistemas de esgotamento sanitário das cidades de Congonhas, Igarapé/São João de Bicas, Ibirité e Juatuba. Em Congonhas serão implantados 22 quilômetros de redes coletoras, além da construção de 10 estações elevatórias e de uma estação de tratamento de esgoto. No complexo das cidades de Igarapé e São Joaquim de Bicas serão implantados 15 quilômetros de redes coletoras, cinco quilômetros de interceptores, três elevatórias e uma estação de tratamento de esgoto para tratar os esgotos das duas cidades.
Em Ibirité, serão executados 10 quilômetros de interceptores, 24 de redes de interligação e duas elevatórias. Já em Juatuba, serão implantados 15 quilômetros de interceptores, 22 de redes coletoras, quatro elevatórias, uma estação de tratamento de esgoto na sede do município e outra, de pequeno porte, no distrito de Boa Vista.
No total, 27 municípios serão contemplados pelo aporte financeiro. O pagamento com juros de 1,5% ao ano acontecerá em condições melhores que a da atual taxa Selic – a taxa básica de juros no Brasil, fixada a 6,5% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).
Fonte: EM.com.br.