Notícias

CASAN entrega mais duas estações de tratamento de água (ETA)

Publicado em 06/01/2020 às 10:38:15

As cidades de Angelina e de São Bonifácio, ambas na Grande Florianópolis, recebem novas estações de tratamento de água

casan

Somadas, as unidades representam um investimento total de R$ 656.000,00, levando mais quantidade e qualidade ao abastecimento dos dois municípios.

Em Angelina foi instalada uma moderna ETA automatizada e com operação por membranas de ultrafiltração, a primeira instalada no Estado em um sistema público de abastecimento.

A unidade tem vazão de 5 l/s, praticamente duplicando a capacidade de tratamento de água no município, onde são atendidos aproximadamente 1 mil moradores.

Implantação de tecnologias

A ultrafiltração é uma moderna tecnologia de tratamento, que garante a remoção de partículas muito pequenas da água sem necessidade do uso de produtos químicos (coagulantes).

“Esse investimento é um exemplo de que nossa atenção está também voltada aos pequenos municípios”, ressalta o superintendente da Região Metropolitana da Grande Florianópolis, engenheiro Joel Horstmann.

Revitalização em São Bonifácio

O município de São Bonifácio também está recebendo um importante investimento em seu sistema de abastecimento de água.

Com investimento de R$ 96.000,00 o sistema de filtros da unidade, instalados ainda na década de 1970, foi totalmente reformado e transformado em uma estação de tratamento de ciclo completo, triplicando a quantidade e aumentando a qualidade da água.

A revitalização da ETA foi possível com alterações no projeto original, realizadas por equipes próprias da CASAN, do Setor de Operação e Manutenção de Água e da Gerência Operacional da Superintendência Regional Metropolitana (SEM).


LEIA TAMBÉM: GOVERNADOR INAUGURA ETA E GARANTE MAIS ÁGUA PARA PALMEIRA DOS ÍNDIOS/AL.


Toda a obra civil foi executada com mão de obra própria. Com a reforma e revitalização, a vazão de tratamento passou de 2 l/s para 6 l/s – o equivalente a 518 mil litros por dia.

“É gratificante colocar nosso conhecimento em prática e contar com a colaboração de diferentes áreas para concretizar melhorias nos sistemas de abastecimento das cidades atendidas pela CASAN”, destaca o chefe do Setor de Operação e Manutenção da Água da SRM, o bioquímico Rafael Prim.

FONTE: Casan.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *