Notícias

Governador inaugura ETA e garante mais água para Palmeira dos Índios/AL

Publicado em 23/12/2019 às 10:55:53

Investimento de quase R$ 4 milhões garantiu reforma, modernização e ampliação da unidade; povoado recebeu água encanada pela primeira vez

eta-palmeira-dos-indios-al

O Governo do Estado inaugurou, na sexta-feira (20), a reforma, modernização e ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Palmeira dos Índios, que atende mais de 70 mil pessoas na cidade e também na zona rural, além do sistema de abastecimento do povoado Lagoa do Caldeirão, que há 45 anos esperava por água encanada.

“A modernização da Estação de Tratamento aumenta a oferta e melhora a qualidade da água oferecida à população de Palmeira dos Índios”, afirmou o governador Renan Filho, destacando as melhorias feitas nos últimos anos no abastecimento da cidade, uma das mais populosas do interior do estado.

“Já viabilizamos obras em vários povoados da zona rural para levar água a essas localidades, além dos investimentos feitos na cidade. Há cerca de dois anos, Palmeira viveu uma forte crise hídrica e a Casal fez investimentos vultosos numa nova ETA, que hoje está dobrando de capacidade”, recordou.

Produção de água duplicada

Antes das obras, que foram efetuadas com recursos próprios da Casal e do Governo do Estado, a ETA tratava e distribuía cerca de 200 metros cúbicos por hora, ou seja, 200 mil litros a cada hora. Agora, ela trata e fornece 400 metros cúbicos por hora, portanto, teve sua produção duplicada.

“Isso garante segurança hídrica à população, pois já investimos na unidade de modo que ela atenda bem à população atual e também a um possível aumento populacional”, destacou o presidente da Companhia, Clécio Falcão. “A Casal hoje tem condições de fazer os investimentos que a população precisa e conta com apoio do governador Renan Filho para isso”, acrescentou.

A unidade de tratamento recebe água de dois mananciais que ficam na zona rural de Quebrangulo, município vizinho a Palmeira dos Índios: as barragens Caçamba e Carangueja. Com a reforma, além de fazer floculação, decantação, filtração e dosagem de produtos químicos, a ETA tem oito células de floculação e decantadores em sistema modular. Os filtros passaram de simples para duplo, enquanto o lodo é reaproveitado e a água reutilizada em uma Estação de Tratamento de Lodo (ETL), atendendo totalmente à legislação ambiental.


LEIA TAMBÉM: PRESIDENTE DA CASAL APRESENTA A VEREADORES INVESTIMENTOS QUE VÃO DOBRAR ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE MACEIÓ/AL.


O secretário de Estado da Infraestrutura, Maurício Quintella, lembrou que a falta de saneamento e esgotamento é um grave problema nacional e que, em Alagoas, o Governo trabalha para solucioná-lo.

“O governador tomou a decisão de garantir, até 2023, a universalização dos serviços de água e esgoto. Já temos várias obras da Casal sendo executadas, captamos agora R$ 140 milhões do Banco Andino de Desenvolvimento e vamos licitar obras na Região Norte, além da parceria com a iniciativa privada para garantir R$ 2,6 bilhões de investimento em água e esgoto na área metropolitana de Maceió. A outorga vai gerar recursos para o Estado investir mais no interior, junto com a Casal, onde o privado não vai investir”, explicou.

Povoado Lagoa do Caldeirão

Há décadas, os moradores do povoado Lagoa do Caldeirão, na zona rural de Palmeira, pleiteavam investimentos para garantir água encanada. Determinada pelo governador, a obra foi executada pela Casal e, até agora, já foram implantadas 70 ligações domiciliares. O volume fornecido atualmente chega a 60 metros cúbicos por dia.

O sistema de abastecimento consiste em um reservatório semienterrado situado no povoado Coruripe da Cal, com capacidade para 33 metros cúbicos; uma adutora com 4 quilômetros de extensão; e um reservatório elevado, no próprio povoado Lagoa do Caldeirão, com 20 metros cúbicos, ou seja, 20 mil litros de água. O investimento total chega perto de R$ 1 milhão.

Até agora, foram implantadas 70 ligações domiciliares. O volume fornecido atualmente chega a 60 metros cúbicos por dia. Os técnicos da Companhia ainda fazem testes para aperfeiçoar o abastecimento da localidade com base na estrutura e na demanda disponíveis.

Os vice-presidentes Victor Vigolvino, de Gestão Operacional, Geraldo Leão, de Gestão de Engenharia, o gerente regional, Joaquim Oliveira, o coordenador Tiago Diógenes, os fiscais da obra, Ricardo Guimarães e Paulo Bandeira, todos da Casal, também participaram da solenidade.

Pavimentação

O governador visitou, ainda, as obras de pavimentação do conjunto Pedro Suruagy, no bairro de Palmeira de Fora. São aproximadamente 6 km de vias urbanas recuperadas pelo Programa Pró-Estrada.

Fonte: CASAL.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *