NOTÍCIAS

Solução ZeeLung da GE é utilizada pela primeira vez na Europa

ETE Schilde na Bélgica será a primeira da Europa a utilizar a nova tecnologia GE ZeeLung MABR

 

ge-zeelung

 

Precisando atender os novos requisitos de remoção de nitrogênio total mantendo a pegada existente, a Aquafin, companhia de tratamento de efluentes de Flandres, escolheu atualizar a ETE Schilde por meio da combinação única das soluções tecnológicas da GE ZeeLung, Reator de Biofilme Aerado em Membrana (MABR), e ZeeWeed, Biorreator à Membrana (MBR).

A estação, localizada na província belga de Antuérpia, será a primeira da Europa a utilizar a nova tecnologia ZeeLung MABR, segundo declaração da GE.

A GE Water & Process Technologies ofereceu o sistema híbrido no qual 50% do efluente é tratado pelo MBR ZeeWeed 500D e a vazão remanescente de 8 milhões de litros por dia é tratada pelo sistema de lodo ativado convencional. A incorporação do MABR ZeeLung à estação permitirá aumentar a remoção de nitrogênio total na corrente do lodo ativado convencional, disse a GE.

A estação foi originalmente projetada (capacidade hidráulica e biológica) para 28.000 PE (população equivalente). Porém, a carga real da ETE Schilde foi aumentando gradualmente até atingir 35.000 PE. Portanto, em 2015, a capacidade do tratamento biológico foi aumentada estendendo a capacidade das membranas do MBR (para tratar maior vazão) e instalando filtros de areia depois da desnitrificação, no efluente do sistema de lodo ativado convencional, disse a GE.

“Com a utilização de ZeeLung a estação terá menor consumo de energia”

A ETE Schilde é o maior sistema MBR híbrido municipal em Flandres, e a atualização está a cargo da Kamps S.A. Após o término da expansão, no primeiro trimestre de 2017, a planta terá uma remoção de nitrogênio total de 65%.

“A utilização de ZeeLung e ZeeWeed juntos na expansão da ETE Schilde, permitirá à Aquafin completar a atualização com modificações mínimas e sem ter que construir novos tanques. Adicionalmente, eles serão capazes de atender o novo decreto anual de remoção de nitrogênio total”, disse Alain Mineur, CEO da Kamps.

“A solução híbrida de ZeeLung e ZeeWeed da Water & Process Technologies tratava de atender uma especificação de efluente mantendo a pegada existente da estação”, disse Kevin Cassidy, líder global de sistemas da GE Water & Process Technologies. “A ETE Schilde precisava ser atualizada para aumentar a sua capacidade de remoção de nutrientes e, com a utilização de ZeeLung, a estação terá menor consumo de energia”.

Assista ao vídeo MABR da ZeeLung*

Fonte: Pumps & Systems, adaptado por Portal Tratamento de Água