NOTÍCIAS

Represas estão com mais de 90% da capacidade em Juiz de Fora/MG

De acordo com a Cesama, não há preocupação de desabastecimento no município. Apesar disso, é importante economizar.

 

represa

 

Os três reservatórios de Juiz de Fora estão com a capacidade acima de 90%. A medição ocorreu no dia 14 de abril. Veja abaixo os dados por local.

De acordo com a Companhia de Saneamento Municipal (Cesama), não há preocupação de desabastecimento no município. Entretanto, a pasta sempre orienta o uso racional da água.

Situação das represas

Represa de Chapéu D’Uvas

Segundo a Cesama, a represa de Chapéu D’Uvas está com a capacidade de 91,7%. O dado é do dia 14 de abril. Na mesma data do ano passado, o local tinha 52,7%.

A adutora de Chapéu D’Uvas foi inaugurada em agosto de 2014, saindo da barragem até chegar à Estação de Tratamento de Água Walfrido Machado Mendonça (ETA CDI), onde a água é tratada e distribuída.

O local tem capacidade de adicionar até 900 litros de água por segundo ao sistema da cidade, o que reforça o abastecimento em todo o município.


LEIA TAMBÉM: PRINCIPAIS BARRAGENS DA BAHIA RECUPERAM VOLUME ÚTIL DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA POR CAUSA DE CHUVAS.


Represa João Penido

Conforma a pasta, a represa de João Penido tem o melhor nível da cidade. O local está com a capacidade de 95,1%. No mesmo período de 2019, o reservatório chegou a marcar 86,8%. Os números são do dia 14 de abril.

Atualmente, o local abastece cerca 50% do município. A área da bacia de contribuição é de 68 Km² e o volume armazenado de água no reservatório é de aproximadamente 16 bilhões de litros.

Represa de São Pedro

Já na represa de São Pedro, a capacidade é de 95%. Na mesma época do ano passado, era de 88,6%. Lembrando, que os dados são comparados do dia 14 de abril, nos períodos de 2020 e 2019.

A Estação de Tratamento de Água (ETA) instalada no local produz cerca de 120 litros de água por segundo, variando de acordo com o nível da represa.

Fonte: G1.