Notícias

Nova ETA do Samae chega à 50% da conclusão

Publicado em 06/02/2017 às 09:42:06

Quando pronta, ETA elevará a capacidade de produção de 375 litros por segundo para mil

Faltando aproximadamente 13 meses para a inauguração da nova estação de tratamento de água (ETA) do Samae, 50% das obras já foram finalizadas. A construção iniciou em janeiro de 2016 e deve ficar pronta até dezembro desse ano. Depois disso, mais três meses serão necessários para finalizar as estruturas complementares.

A obra elevará a atual capacidade de produção de 375 litros por segundo para 1000, garantindo o abastecimento municipal para os próximos 25 anos. Para a execução estão sendo investidos R$ 38 milhões, sendo R$ 27 milhões de financiamento e R$ 3 milhões de contrapartida do Samae.

Nas estruturas complementares estão inclusas as lonas de decantação, cobertura, impermeabilização, pintura, pátio, estruturas metálicas, captação e sistema de cloração. São R$ 8 milhões de recursos próprios aplicados.

samae-eta

Atualmente, 140 trabalhadores se dedicam à construção, sendo a maioria deles recrutados de Jaraguá do Sul. Localizada no bairro Água Verde, a estação contará com unidades de captação, pré-sedimentação, mistura rápida, floculação, decantação, filtração e condicionamento.

Além de concluir a ETA, o presidente do Samae, Ademir Izidoro, elenca outras prioridades para gestão entre os anos de 2017 a 2020. Ampliar e adequar as estações de tratamento de esgoto nos bairros Ilha da Figueira e Água Verde estão entre elas. As unidades, conforme Izidoro, têm mais de 15 anos de existência e precisam passar por obras de melhorias e modernização.

Para os trabalhos em cada estação seriam necessários cerca de R$ 12 milhões e R$ 6 milhões, respectivamente. “Os projetos estão sendo concluídos, enquanto os pré-projetos foram encaminhados ao Ministério das Cidades para análises. Precisamos buscar recursos”, afirma.

Captar investimentos também será necessário para reduzir o índice de perdas de 34% para 28%. Somando todas as ações que precisariam ser feitas para alcançar o objetivo, o Samae teria que desembolsar mais de R$ 8 milhões. “É um investimento muito alto, levando de dois a três anos para ser levantado e executado”, comenta.

Fonte: OCP Online.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *