NOTÍCIAS

Manutenção no Sistema Rio Claro vai afetar o abastecimento em São Paulo

Na próxima quarta-feira (25), a Sabesp realizará uma grande manutenção no Sistema Rio Claro, no município de Salesópolis.

abastecimento-rio-claro

No centro da imagem, trecho do aqueduto do Sistema Rio Claro na Serra do Mar

 

Cerca de 300 funcionários estarão envolvidos na operação preventiva, que fará reparos e inspeções nas tubulações e na Estação de Tratamento de Água (ETA) do sistema, que completa 85 anos de funcionamento.

Para que os funcionários possam entrar nas tubulações, o fluxo de água terá de ser interrompido. Durante o dia, haverá alterações no abastecimento de clientes da Sabesp em parte da zona leste de São Paulo e de Ribeirão Pires (confira abaixo a relação dos bairros atendidos pela Sabesp afetados).

Áreas de Mauá e Santo André também serão impactadas. Esses municípios não são atendidos pela Sabesp, mas compram água da companhia. As empresas de saneamento dessas cidades definirão como será feita a distribuição de água em seus bairros.

À 0h do dia 25, o aqueduto que transporta a água da represa Ribeirão do Campo e do rio Claro para a ETA começará a ser esvaziado. O processo de tratamento será paralisado e, às 6h do dia 25, com a tubulação já seca, a manutenção terá início. A partir desse horário os funcionários entrarão na estrutura de concreto que leva a água tratada para os bairros. Para ter uma ideia da dimensão, essas tubulações têm 2,7 metros de altura e 2 metros de largura.

Os serviços devem ser realizados até as 23h da própria quarta-feira e o funcionamento da ETA retomado plenamente na virada do dia 25 para o dia 26. No decorrer da manhã de quinta-feira (26) os reservatórios que atendem os bairros voltarão a receber água para distribuir à população gradativamente.

A Sabesp recomenda que os moradores economizem ao máximo o volume reservado em suas caixas-d’água. Os imóveis que seguem as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) não sentirão grandes alterações. A norma determina que todas as torneiras e chuveiros sejam conectados à caixa-d’água, que deve ter capacidade de reservação adequada ao perfil de consumo dos moradores pelo período mínimo de 24 horas.

Casos emergenciais podem ser informados pela Central de Atendimento Telefônico. A ligação para o número 195 é gratuita. Outra alternativa é o aplicativo Sabesp Mobile, disponível gratuitamente para download em celulares e tablets com sistema operacional Android ou iOS.

Confira algumas dicas de economia de água:

 Tome banhos mais curtos;
 Deixe a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba;
 Evite lavar o carro durante a manutenção;
 O uso da mangueira também deve ser evitado para lavar a calçada ou o quintal. Dê preferência à vassoura e um balde com água;
 Utilize a lava-roupa e a lava-louça apenas quando elas estiverem na capacidade máxima;
 Antes de lavar a louça, retire o excesso de comida com a esponja; deixe a torneira fechada ao ensaboar.

Água para a indústria e a geração de empregos

A manutenção preventiva no Rio Claro será feita em um sistema de fornecimento de água histórico para São Paulo, fundamental para o crescimento econômico e a geração de empregos da capital. Ele foi construído nos anos 1920 e entrou em operação em 1932. É o segundo mais antigo na Grande São Paulo, atrás apenas do Alto Cotia, que completa 100 anos no próximo mês de dezembro e foi construído em 1917 para atender originalmente a região da avenida Paulista.

A água captada na região de Salesópolis viajava 80 km até a Mooca. O aqueduto passa sob a rodovia Índio Tibiriçá, Rodoanel e avenidas como Sapopemba e Jacu-Pêssego.

Seu objetivo original era levar água de ótima qualidade até a Mooca e o Ipiranga, onde estavam as principais indústrias que movimentavam a economia paulista e garantiam trabalho para a população, logo após a crise de 1929 que afetou a produção e venda do café. Com o crescimento da população, ele foi “recuando” em direção à zona leste de São Paulo e dando espaço para novos sistemas, como o Cantareira, nos anos 1970, e o Alto Tietê, em 1992.

Além das tubulações, o Sistema Rio Claro é composto pela represa Ribeirão do Campo e pela ETA Casa Grande, que estão cercadas por uma área de mata atlântica preservada com 16 mil hectares na Serra do Mar – o equivalente a 22.500 campos de futebol. É uma região mantida totalmente protegida pela Sabesp, com árvores de mais de 20 metros de altura e animais como macacos, preguiças, jaguatiricas, jacutingas e muitos pássaros e borboletas. Da área operacional do sistema é possível avistar a praia de Boraceia, em Bertioga.

Veja a relação de bairros atendidos pela Sabesp que serão afetados

São Paulo (zona leste)

Capão do Embira, Carrãozinho, Chácara Vovó Luiza, Cidade IV Centenário, Cidade São Mateus, Cidade Satélite, Cohab Mascarenhas de Moraes, Conjunto Promorar, Fazenda da Juta, Iguatemi, Jardim Adutora, Jardim Alto Alegre, Jardim Ângela, Jardim Arantes, Jardim Canaã, Jardim Colonial, Jardim da Conquista, Jardim das Laranjeiras, Jardim Dona Sinhá, Jardim Galáxia, Jardim Helena, Jardim Iara, Jardim Imperador, Jardim Itápolis, Jardim Limoeiro, Jardim Maria Lídia, Jardim Marilu, Jardim Morada do Sol, Jardim Nova Carrão, Jardim Nove de Julho, Jardim Planalto, Jardim Premiano, Jardim Ricardo, Jardim Rodolfo Pirani, Jardim Santa Adélia, Jardim Santa Bárbara, Jardim Santa Maria, Jardim Santo André, Jardim São Cristóvão, Jardim São Gonçalo, Jardim São José, Jardim Sapopemba, Jardim Soares, Jardim Solange,  Jardim Tietê, Jardim Três Marias, Jardim Vale do Sol, Jardim Valquíria,  Jardim Vera Cruz, Jardim Vila Carrão, Parque Bancário, Parque Boa Esperança, Parque Cruzeiro do Sul, Parque das Flores, Parque Santa Madalena, Parque São Lourenço, Parque São Rafael, Recanto Alegre, Recanto Verde do Sol, Santa Bárbara, Sapopemba, Sitio dos Franças, Sítio Palanque, Sitio Vovó Carolina, Terceira Divisão, Vila Araci, Vila Bancária, Vila Bela, Vila Brasil, Vila Cruzeiro, Vila Ester, Vila Guarani, Vila Lar Nacional e Vila Leme.

Ribeirão Pires

Balneário Palmira, Bosque Santana, Centro, Chácara Aliança, Chácara Icatuaçu, Chácara Nossa Senhora do Pilar, Chácara Paraiso (parte), Chácara Rosalina, Chácara Santa Fé, Estância Alto da Serra, Estância das Rosas, Estância Hollywood, Estância Mineral Iramaia, Estância Noblesse, Estância Paulista, Estância Santista, Estância Santo Amaro, Estância São Jorge, Jardim Alvorada, Jardim Bandeirantes, Jardim Boa Sorte, Jardim Boa Vista, Jardim Caçula (parte), Jardim Campinas, Jardim da Paz, Jardim do Mirante, Jardim Dois Melros, Jardim dos Eucaliptos, Jardim Esperança (parte),  Jardim Guiomar, Jardim Itacolomy, Jardim Itapeva, Jardim Itaquera, Jardim Lisboa, Jardim Luso, Jardim Pastoril, Jardim Petrópolis, Jardim Pilar Velho, Jardim Planteucal, Jardim Raquel, Jardim Ribeirão Pires, Jardim Santa Elisa (parte), Jardim Santa Inês, Jardim Santa Luzia, Jardim Santa Rosa, Jardim São Francisco, Jardim Serrano, Jardim Sol Nascente, Jardim União, Jardim Valentina, Jardim Verão, Jardim Vista Linda, Jardim Zilda, Ouro Fino, Parque Aliança, Parque do Governador, Parque Pouso Alegre, Parque Santa Luzia, Planalto Bela Vista, Rancho Alegre, Recanto Irani, Recanto Natalino Bertoldo, Recanto Suíço, Recanto Vista Alegre, Recanto Weekend, Sítio Casa Vermelha, Sítio do Francês, Sítio Maria Joana, Sítio Santa Helena, Vila Albertina, Vila Aparecida, Vila Aurora, Vila Bonita, Vila Caiçara, Vila Colônia, Vila Emma, Vila Erica Yara, Vila Fiorentino, Vila Gomes, Vila Industrial, Vila Lopes, Vila Luzitânia, Vila Mara, Vila Maria, Vila Maristela, Vila Meri, Vila Moderna, Vila Mortari, Vila Nossa Senhora dos Santos, Vila Nova Suissa, Vila Nova, Vila Oásis, Vila Ouro Fino, Vila Pereira Barreto, Vila Prisco, Vila Rica, Vila Rosal, Vila Rosana, Vila Santa Isabel, Vila Santa Rosa (parte), Vila Santista, Vila São João, Vila São José, Vila Siqueira, Vila Sobrinho, Vila Sônia e Vila Zampol.

Fonte: Sabesp.