CURSOS & EVENTOS

Implantação e Gestão de Concessionária de Saneamento

Curso Implantação e Gestão de Concessionária de Saneamento

VAMOS PRATICAR A TEORIA COM A EXPERIÊNCIA DE QUEM ESTEVE LÁ

Objetivo do Curso

Com o novo Marco de Saneamento completando um ano, as oportunidades de negócios estão se multiplicando e a carência de novos gestores se evidenciando.

Este curso visa capacitar interessados em evoluir profissionalmente neste mercado!

 

Público- Alvo

Este curso visa capacitar gestores interessados em evoluir profissionalmente no mercado do saneamento, aprofundando os principais desafios de cada área de atuação.
Instrutores

LauroLauro de Menezes Neto – Engenheiro Civil e Administrador de Empresas. Atua na área de concessões de saneamento desde 1995, tendo liderado o desenvolvimento, contratação e gestão das empresas PROLAGOS – concessão plena na Região dos Lagos – RJ (2000), AGRESTE SANEAMENTO – PPP de produção de água tratada na região de Arapiraca-AL (2011) e SANAMA – PPP de esgoto da Parte Alta de Maceió – AL (2014). Atualmente atua como Consultor Independente pela MENEZES Serviços de Engenharia e é do Conselho de Administração da HYDRUS.

karlaKarla Bertocco – Administradora de Empresas e advogada. Foi presidente da SABESP e diretora da ARSESP. Atualmente é a sócia responsável pela área de infraestrutura sustentável da MAUÁ CAPITAL e Conselheira de Administração da CORSAN. Sólidos conhecimentos na administração e na regulação de empresas concessionárias atualmente em operação no país.

FernandoFernando de Góes – Administrador de Empresas. Executivo com experiência na liderança do ciclo completo de grandes investimentos, desde o desenvolvimento de mercado e projetos greenfield até a operação de negócios maduros. Foi CFO e CEO de concessões de Saneamento (Limeira, Manaus, México e Rio de Janeiro) e de Transportes (Transolímpica e VLT Carioca), trabalhando com grupos empresariais como Odebrecht, Suez, Invepar e CCR. Também foi Mentor, Conselheiro e Investidor de Startups. Desde 2020 é CFO do Clube de Regatas do Flamengo.

Programação

PRIMEIRO DIA – das 9h às 18h.

1. Implantação da concessionária:

• Jurídica: decisões e providências necessárias para a constituição da nova empresa.
• Equipe: formação d0 time gerencial básico de acordo com o Plano de Negócios, responsável pelo “start up” administrativo da nova empresa
• Física: primeira tarefa da equipe gerencial básica é a implantação de escritório provisório para abrigar a nova empresa, onde será providenciada a elaboração do plano para a instalação definitiva da empresa com o dimensionamento das necessidades físicas e sua implementação, bem como a contratação dos demais integrantes da equipe.

2. Formação da equipe: recrutamento, seleção e contratação dos integrantes necessários para cumprir as atividades da empresa, de acordo com o organograma elaborado no Plano de Negócios.

3. “Start up” operacional: planejamento e execução das atividades para assunção dos serviços de saneamento contratados (fase de transição).

4. Gestão administrativa: ações de gestão desenvolvidas para suportar administrativa e financeiramente as operações da concessionária, tais como recursos humanos, suprimentos, finanças e procedimentos administrativos em geral.

5. Gestão de engenharia: ações de gestão desenvolvidas para projetar e implantar as intervenções nos sistemas de água e esgoto, sejam reformas, ampliações ou novas instalações a serem operadas pela empresa para cumprir suas metas de atendimento à população.

SEGUNDO DIA – das 9h às 18h.

6. Gestão comercial: ações de gestão desenvolvidas para diminuição das perdas físicas e de faturamento e aumento da arrecadação.

7. Gestão operacional: ações de gestão desenvolvidas para operar as estações de tratamento, as redes e a manutenção eletromecânica dos sistemas de água e esgoto componentes da concessionária.

8. Gestão ESG (SÓCIO + AMBIENTAL + GOVERNANÇA): ações de gestão desenvolvidas para dotar a concessionária de todas as licenças ambientais para poder operar plenamente, obter as outorgas de captação de água e descarte dos efluentes tratados, ter um bom relacionamento com a comunidade e desenvolver projetos socioambientais contratuais ou não, bem como cumprir as metas de resultado traçadas no Plano de Negócios.

9. Gestão contratual (PERENIDADE): ações de gestão desenvolvidas para desenvolver o bom relacionamento com aos clientes/usuários e com a agência reguladora, verificar permanentemente oportunidades de melhorias contratuais, observar eventuais desequilíbrios e propor processos de reequilíbrio econômico-financeiro, de forma a maximizar o resultado da empresa em todos os sentidos.

Realização

Portal-TA

hydrus-licitacao

Apoio:

penetron