NOTÍCIAS

Descoberto microrganismo capaz de nitrificação total

A descoberta de um único microrganismo capaz da nitrificação total terá um impacto significativo no nosso entendimento do ciclo do nitrogênio

 

nitrificacao-total-0317

 

Glasgow, Escócia – Um tipo de bactéria descoberta acidentalmente pode reformular de maneira fundamental os esforços para cortar a grande quantidade de energia elétrica consumida durante a purificação de efluentes, de acordo com os pesquisadores.

O microrganismo – bactéria “comammox” (complete ammonia oxidising) – foi encontrada num sistema de água potável nos Estados Unidos e se diz que é capaz de transformar completamente a amônia em nitratos.

Outros grupos de pesquisa também a detectaram em estações de tratamento de efluentes, em águas subterrâneas e até mesmo em sistemas de aquicultura.

A descoberta foi feita por cientistas trabalhando no projeto Água Potável Saudável, financiado pelo Engineering and Physical Sciences Research Council (EPSCR), o qual é liderado pela Universidade de Glasgow que deverá publicar suas principais descobertas até o final deste ano.

A descoberta pode levar a uma grande mudança de pensamento

Tradicionalmente, a remoção do nitrogênio dos efluentes envolve o uso de dois microrganismos diferentes numa abordagem de duas fases: a amônia é oxidada em nitritos que são então oxidados em nitratos, os quais são transformados em gás nitrogênio que é descartado inofensivamente.

De acordo com a EPSRC, a descoberta pode levar a uma grande mudança de pensamento sobre as inovações de economia de energia desenvolvidas nas últimas duas ou três décadas no campo de remoção de nitrogênio.

O tratamento de efluentes é um grande consumidor de eletricidade, responsável por 2 a 3% de todo o uso de energia dos países ocidentais, e não menos do que 30% da sua conta de energia resulta da necessidade de remoção de nitrogênio.

A maioria dos esforços do setor para reduzir o seu consumo de energia baseou-se na abordagem dos dois microrganismos.

O Dr. Ameet Pinto lidera a equipe e disse que a descoberta “nos pegou completamente de surpresa”.

Ele disse: “A descoberta de um único microrganismo capaz da nitrificação total terá um impacto significativo no nosso entendimento do ciclo do nitrogênio e nos esforços de lidar com a poluição pelo nitrogênio. Existe o potencial para o setor de tratamento de efluentes explorar esse grande avanço, que outras equipes da Europa realizaram em paralelo conosco”.

Fonte: Water & Wastewater International, adaptado por Portal Tratamento de Água – www.tratamentodeagua.com.br