Notícias

Global Omnium reutiliza casca de laranja para aumentar a produção de biogás em ETEs

Publicado em 03/07/2019 às 10:24:09

A Global Omnium apresentou na 16ª edição do Congresso Internacional sobre purificação em Delft, na Holanda, os resultados de um estudo realizado com o objetivo de determinar o efeito sobre a biomassa da codigestão de resíduos de laranja.

biogas-ete

María José Tárrega e Pau Granell da companhia Global Omnium foram os palestrantes que apresentaram o estudo – Fonte: Global Omnium

Este resíduo contém o agente antimicrobiano D-Limoneno, sendo importante para conhecer a reação nos digestores da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

O uso de resíduo de laranja na codigestão em digestores de ETE responde, por um lado, à necessidade de encontrar resíduos biodegradáveis que estão nas proximidades das instalações, para poder aumentar a produção de biogás e, assim, maximizar as instalações e recursos disponíveis, no âmbito da economia circular. Por outro lado, apresenta a oportunidade para que o produtor e o gestor de resíduos o valorizem.

Pesquisas iniciais realizadas em laboratório, em seguida, nas estações de tratamento de Quart-Benàger e Gandia-La Safor, na Espanha

A pesquisa foi realizada em primeiro lugar em escala laboratorial e, uma vez que não foi detectada nenhum impacto negativo na biomassa, em escala real nas ETEs de Quart-Benàger e em Gandía-La Safor. Os resultados mostraram que o resíduo de laranja tem alto potencial de uso na codigestão e, nenhuma condição microbiana foi detectada devido à presença de D-Limoneno.

Os experimentos de laboratório consistiram em uma série de ensaios em reatores anaeróbios em batelada com lodo da ETE e resíduo de laranja em diferentes concentrações (0,06; 0,11; 0,24; 0,47 e 0,95 KgSV/m3.dia), a fim de determinar a dose ideal onde ocorra uma maior produção de metano.

casca-laranja-biogas-ete

María José Tárrega em Delft

No seu aumento de escala, os digestores permaneceram estáveis sob a introdução de resíduos de laranja. Este trabalho poderia ser desenvolvido graças ao conhecimento adquirido com o projeto ECOdigestion, co-financiado pela União Europeia através do programa LIFE (LIFE13ENV / ES / 000377: Automatic control system to add organic waste in anaerobic digesters of WWTP to maximize the biogas as renewable energy).

Uma vez conhecidos estes resultados, observou-se um aumento da relação ácido/alcalinidade volátil e uma redução da percentagem de metano na ETE de Quart-Benàger, associada ao uso de outros resíduos como co-substrato durante o período de experimentação.

global

Referência: Global Omnium, adaptado por Portal Tratamento de Água

Traduzido por Gheorge Patrick Iwaki


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *