Notícias

BRK Ambiental faz 3 anos em Cachoeiro/ES e vai investir R$ 32 milhões

A BRK Ambiental vai investir R$ 32 milhões no saneamento básico de Cachoeiro de Itapemirim até 2022.

brk

 

A empresa, que no último sábado (25) completou três anos de atuação na cidade, deu continuidade à modernização dos serviços, cuja concessão feita pelo poder público à iniciativa privada começou em 1998.

Nessas mais de duas décadas, a iniciativa privada investiu R$ 417.902.916,00 em obras, melhorias e modernização do Sistema de Abastecimento de Água e do Sistema de Esgotamento Sanitário, inserindo Cachoeiro entre as referências nacionais na área de saneamento.

“Nesse projeto de continuidade, iniciamos em 2018 um ciclo de investimentos que chegará a R$ 32.122.618,00 até 2022. Em especial nos últimos dois anos, os investimentos somaram R$ 14.676.368,00, e para 2020, estão previstos R$ 7.032.140,00. São recursos que possibilitam a melhoria da qualidade de vida no município, contribuindo para que o fornecimento de água tratada de qualidade contemple 99,6% da população urbana e para a coleta de 98,06% do esgoto gerado, com disponibilidade de tratamento de 98,47%, evitando a poluição do rio Itapemirim e dos córregos”, ressalta o diretor da BRK Ambiental em Cachoeiro de Itapemirim, Bruno Ravaglia.

Meio ambiente

O diretor explica que a cultura organizacional da BRK Ambiental concentra abrangentemente o compromisso com o cliente, o respeito ao meio ambiente e a toda a cadeia de relacionamento.

“A falta de saneamento afeta diretamente a vida em diversas esferas. É o saneamento que possibilita melhores condições de saúde, qualidade de vida, cidadania e dignidade à população, potencializando os aspectos econômicos e ambientais. Em nossa administração dos serviços, buscamos utilizar as ferramentas e os sistemas mais modernos disponíveis no mercado, além de termos um plano de investimentos e melhorias das estruturas, garantindo a qualidade e a eficiência operacional”, completa.

Para o presidente do Movimento Empresarial Sul Espírito Santo (Messes), José Bessa, a BRK Ambiental soube manter a segurança em relação à qualidade dos serviços prestados e o bom relacionamento com a comunidade, demonstrando comprometimento com as causas sociais.

“A concessionária trouxe um diferencial interessante na valorização das pessoas, mantendo os talentos e realizando parcerias interessantes com as comunidades. A empresa também participa ativamente do desenvolvimento regional a partir do movimento empresarial, com acento em conselhos e contribuindo com ideias e propostas para o crescimento do município como um todo”, afirma.

Atendimento para novas áreas

Em maio de 2019, o poder público municipal de Cachoeiro de Itapemirim e a BRK Ambiental assinaram um novo Termo Aditivo ao Contrato de Concessão, ampliando a atuação da concessionária, que se limitava ao perímetro urbano, para localidades mais afastadas da área urbana, incluindo as comunidades de Gironda, Km 9, Timbó I, Morro Grande, zona rural de Tijuca (Retiro) e Safra.

Para a ampliação contratual, foi levado em consideração que a BRK Ambiental superou o limite de atendimento previsto no contrato inicial de concessão, de forma que a prefeitura viu como oportuna a incorporação de novas áreas de atendimento.


LEIA TAMBÉM: FALTA DE SANEAMENTO PODE SER TÃO LETAL QUANTO O CORONAVÍRUS.


“Nosso trabalho nessas regiões compreende o serviço de abastecimento de água potável, precedido da execução da rede de distribuição de água tratada. Na totalidade, serão construídos 24 quilômetros de novas redes para beneficiar essas comunidades que, atualmente, são abastecidas por meio de carros-pipa devido à restrição hídrica dos mananciais locais”, disse Bruno Ravaglia.

A região de Retiro será a primeira a ter as obras concluídas, com previsão de entrega na primeira quinzena de maio. Já as obras no Km 9, em Conduru, iniciadas em abril, vão contemplar 5.145 metros de rede de água. Outra localidade a ser beneficiada será Alto Gironda, com 735 metros de rede.

Modernização dos serviços

A complexidade que envolve o saneamento básico faz com que a tecnologia seja fundamental para a modernização dos serviços na área. Em Cachoeiro de Itapemirim, a BRK Ambiental utiliza a tecnologia de diversas formas, empregando instrumentos de redução de perdas, softwares, telemetria, sistema de monitoramento de dados, entre outros, proporcionando serviços com mais segurança e qualidade à população.

Nos últimos três anos, recursos foram destinados para a compra de novos geofones e instrumentos de monitoramento de vazão de água na rede, instrumentação das Estações de Tratamento de Água (ETAs) e instituição da energia fotovoltaica e medição remota.

A equipe de técnicos de campo da concessionária também aumentou sua eficiência com a utilização de aparelhos de telecomunicação que permitem a gestão das Ordens de Serviços de maneira remota, com o recebimento das demandas em tempo real, assegurando mais celeridade aos processos.

Os sistemas de distribuição de água e coleta de esgoto da concessionária são monitorados por meio de uma Central de Controle Operacional (CCO), localizada na sede da empresa, onde é possível acompanhar, em tempo real, diversos parâmetros, como corrente e tensão dos sistemas de bombeamento, pressão e vazão nas redes, nível dos reservatórios, qualidade da água, dentre outros, além de ativar a operação dos sistemas de bombeamento (partida e parada dos motores) através de comando remoto, possibilitando uma ação instantânea em caso de alguma anomalia no sistema.

Atendimento durante a pandemia

Desde o início do isolamento social, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a BRK Ambiental manteve as atividades operacionais normalmente, assegurando o atendimento aos serviços essenciais e emergenciais, como manutenções de redes de água e esgoto. A concessionária adotou medidas para proteger a saúde de seus funcionários que atuam em campo, e para o pessoal administrativo, adotou home office, reuniões on-line e limitação de viagens.

Fonte: Jornal Dia a Dia.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *