NOTÍCIAS

Análises da Secretaria de Saúde do Pará confirmam água imprópria em poços de Barcarena/PA

Resultados são parciais e foram obtidos a partir de amostras de água coletadas em poços dos moradores desde o despejo de rejeitos da Hydro Alunorte.

 

agua-impropria-para-consumo

Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) divulgou na terça-feira (17). O resultado parcial das análises feitas com amostras das águas de poços de moradores de Barcarena. Aponta contaminação após o despejo irregular de substâncias tóxicas pela Hydro.

A análise ratifica os laudos apresentados pelo Instituto Evandro Chagas (IEC) de que a água está imprópria para o consumo. Recomenda à refinaria a intensificação da distribuição de água potável.

Desde fevereiro foram realizadas ações de coletas de amostras de água para consumo humano em 10 comunidades. Burajuba, Murucupi, Itupanema, Bom Futuro, Vila Nova, Jardim Paraiso, Caripi, Renascer com Cristo, Praia do Conde e Vila dos Cabanos.

Sespa

De acordo com a Sespa, foram encontradas contaminações microbiológicas (Escherichia coli e Enterococcus), normalmente associadas à contaminação de esgoto; e toxicológicas, que com estudos mais aprofundados podem ser apontadas informações mais conclusivas sobre as possíveis causas. Foram identificados alguns padrões anormais de alumínio nas comunidades de Itupanema, Vila Nova e Jardim Cabano.

“Nosso esforço inicial foi alertar a comunidade para que não consumisse água dos poços, pela suspeita de contaminação levantada pelo Instituto Evandro Chagas (IEC). Fizemos novas coletas em poços residenciais em algumas comunidades e mantivemos o monitoramento, além do permanente alerta para que a população não consumisse água destes pontos. Os resultados preliminares demonstram que de fato a água está imprópria para consumo humano”, explicou o secretário de Saúde do Estado, Vítor Mateus, para completar.

A Sespa informou ainda que vai reforçar o monitoramento a curto, médio e longo prazo da saúde das comunidades, através de ações e serviços. Entre eles, está o monitoramento através de exames da presença de metais pesados em cabelo e sangue de mulheres. Realização de hemograma para identificação de casos de anemia e manutenção do atendimento e orientação clínica.

Fonte: G1