NOTÍCIAS

Novo sistema de abastecimento de água em Castanhal/PA já tem 45% das obras concluídas

O presidente da Cosanpa, José Antonio De Angelis, e o vice-prefeito Ênio Monteiro inspecionaram obras do projeto, que deve beneficiar quase 65 mil usuários

 

agua

Imagem Ilustrativa

 

A obra do novo sistema de abastecimento de água em Castanhal, na Região Metropolitana de Belém, já está com 45% do projeto executados em diferentes bairros do município, que fica a cerca de 70 quilômetros da capital. Na quinta-feira (4), José Antonio De Angelis, presidente da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), esteve no canteiro de obras instalado no bairro Jaderlândia, acompanhado do vice-prefeito de Castanhal, Ênio Monteiro.

“Não conhecia a obra ainda. Confesso que estou impressionado com a grandiosidade e a importância dela para Castanhal. É, sem dúvida, fundamental, porque a água sempre foi um problema muito sério para nossa população, e água é saúde, é vida. Tenho certeza que essa obra vai alavancar muito mais a nossa saúde aqui em Castanhal”, disse o vice-prefeito.

De acordo com o presidente da Cosanpa, uma parte do projeto deve ser entregue este ano.

“Devemos fazer a entregar da primeira etapa da obra. Isso é muito importante para nós. Com isso, vamos recuperar a credibilidade da população, com a quantidade e qualidade da água que será distribuída para a população de Castanhal”, garantiu José Antonio De Angelis.

Retomada

O novo sistema de abastecimento vai beneficiar quase 65 mil moradores, dos bairros Jaderlândia, Imperador, Cristo Redentor, Caiçara, Usina, Comandante Assis, Santa Catarina e Cohab. O projeto, que estava pronto desde o ano 2000, permaneceu engavetado. Somente em 2019, na atual gestão, foi autorizado o início das obras. Além da construção de cinco estações de tratamento de água, serão instalados 138 quilômetros de redes e 13 mil ligações residenciais.


LEIA TAMBÉM: SANESUL INICIARÁ CONSTRUÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA EM BATAYPORÃ/MS


Servidor efetivo da Cosanpa há 20 anos e morador de Castanhal, Ronildo Farinha acompanhou, ao longo dessas duas décadas, o processo de abandono e sucateamento da Companhia. Agora, testemunha o empenho do Estado em recuperar a Companhia e garantir serviço de qualidade à população.

“Eu, como funcionário da Cosanpa, me vi triste com a situação que vivi. Aqui mesmo, neste setor, muitas vezes cheguei aqui muito entristecido. Ao ver uma obra desse porte, a gente fica muito feliz. A vontade de trabalhar se multiplica, sabendo que teremos uma estrutura muito melhor para ofertar água de qualidade para nossa população. Isso me deixa muito feliz, como funcionário e como consumidor”, disse Ronildo.

Fonte: Agência Pará.


LEIA TAMBÉM: SANESUL INICIARÁ CONSTRUÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA EM BATAYPORÃ/MS

LEIA TAMBÉM: SANEPAR INVESTE R$ 52 MILHÕES EM OBRAS NO NORTE PIONEIRO/PR