Notícias

Homenagem Póstuma ao Professor Ivanildo Hespanhol

Publicado em 27/03/2019 às 09:57:47

A Associação Interamericana de Engenharia Sanitária e Ambiental – AIDIS em conjunto com a ABES-SP e o Portal Tratamento de Água, realizaram o 19º Encontro Técnico de Alto Nível: Homenagem Póstuma ao Professor Ivanildo Hespanhol, realizado em 25 de março de 2019 no auditório Engenheiro Tauzer Quinderê, da SABESP, na cidade de São Paulo.

ivanildo-hespanhol

Prof. Ivanildo Hespanhol, PhD. (Imagem: CIRRA – USP)

Referência em reúso de água, o Professor Ivanildo Hespanhol era graduado em Engenharia Civil e em Engenharia Sanitária pela Universidade de São Paulo, mestre em Engenharia Sanitária e doutor em Engenharia Sanitária pela Universidade da Califórnia, Berkeley, e doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo.

O professor trabalhava, principalmente, com temas relacionados à conservação e à água; gestão de recursos hídricos; sistemas avançados de tratamentos de esgotos e efluentes industriais, incluindo sistemas de membranas, processos oxidativos, biomembranas, evaporadores de compressão de vapor, entre outros. Também contribuiu com alguns livros, como Introdução à engenharia ambiental: o desafio do desenvolvimento sustentável, Gestão da água no Brasil, Água na indústria: uso racional e reúso e Water pollution control: a guide to the use of water quality management principles. Atuava como professor titular da Universidade de São Paulo, além de ocupar a posição de Fundador e Diretor Geral do Centro Internacional de Referência em Reúso de Água – CIRRA, entidade sem fins lucrativos vinculada ao Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Poli.

O Sr. Benedito Braga, Presidente da SABESP iniciou a homenagem destacando que o professor Ivanido Hespanhol foi um grande profissional. “Tivemos embates importantes, ele ajudava as pessoas, foi um defensor do reúso e criador do CIRRA. O Aquapolo é o maior empreendimento para a produção de água de reúso industrial na América do Sul, resultado de parceria entre a BRK Ambiental e a SABESP. Fornece água de reuso para o Polo Petroquímico da Região do ABC Paulista”, destacou.

benedito-braga

A engenheira civil Monica Porto, professora da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) comentou que ocupou a vaga do professor Ivanildo quando ele se aposentou.

“Foi o professor Ivanildo que lutou pela implantação do curso de Engenharia Ambiental na USP, ele foi o primeiro coordenador desse curso. Também foi responsável pela criação do Cirra, único centro de reúso de água no Brasil. O professor gostaria que todos os seus alunos fossem melhores do que ele, um verdadeiro mestre”, disse Monica Porto.

monica-porto

O Sr. Roberto Eduardo Bruno Centurión, Ex-funcionário da CETESB e contemporâneo do Prof. Ivanildo comentou que conheceu o professor através de um projeto de tratamento de água em Pacaembu, no interior de São Paulo.

“Ele era um grande empreendedor, sempre apresentava novas ideias, se divertia com a inteligência, era muito carismático. Nesse tempo o governo cortava muitos investimentos em pesquisa e desenvolvimento. Ao seu pedido e para minha surpresa fui para a Argentina apresentar o tratamento de efluentes em usinas de açúcar e álcool. Tenho enorme admiração, me ajudou muito profissionalmente”, afirmou Centurión.

O engenheiro sanitarista e diretor do Portal Tratamento de Água, Eduardo Pacheco salientou que Ivanildo era aficionado por membranas. “Quando eu trabalhava na Perenne, fornecemos os skids e as membranas para o Cirra, foi onde conhecí o trabalho do professor e sua equipe. Realizamos eventos com autoridades internacionais, entre eles o de “Reúso para fins Potáveis”, na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e nos debates, ele roubava a cena com seu carisma, informação técnica, além de ser um grande formador de opinião. Que o professor Mierzwa continue com o seu importante trabalho”, destacou.

pacheco

O Sr. José Carlos Mierzwa, professor pesquisador da Universidade de São Paulo e diretor técnico do Cirra frisou que o professor Ivanildo possuía uma grande capacidade em reconhecer o talento das pessoas. “ Ele aceitava novas ideias, gostava de trabalhar em prol da sociedade, trabalhamos juntos desde o meu doutorado. Para ele a família e os grupos de profissionais eram fundamentais na formação”, concluiu.

mierwza

Confira o vídeo realizado no evento

Gheorge Patrick Iwaki

gheorge@webapp233877.ip-104-237-133-206.cloudezapp.io

Produtor de Conteúdo

Portal Tratamento de Água


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *