Notícias

Pesquisadores de MG apontam que algas podem ajudar no tratamento de esgoto

Publicado em 02/02/2021 às 10:23:17

 

algas

Imagem Ilustrativa

 

Uma pesquisa aponta que algumas espécies de algas podem ajudar no tratamento de esgoto e podem ser transformadas em biocombustível. O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade Federal de Lavras (MG), teve início em 2017 e recebeu R$ 70 mil do Governo Federal.

Duas espécies de algas foram estudadas pelos pesquisadores. Segundo os pesquisadores, as algas se alimentam das substâncias do esgoto e ajudam no tratamento, devolvendo água com mais qualidade no fim do processo. Isto causa menos impacto ambiental.


LEIA TAMBÉM: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL AUXILIARÁ PROJETO A PREVER QUALIDADE DA ÁGUA EM RIOS DA MATA ATLÂNTICA


Pó de algas

Depois de 15 dias na água, as algas são recolhidas e concentradas em pastas, onde serão analisadas e transformadas em pó. Além de auxiliar no tratamento do esgoto, o pó extraído das algas pode ser transformado em biocombustível. A universidade possui um motor com o biocombustível em projeto de experimento.

Ainda de acordo com a Ufla, a expectativa é que até o fim deste ano e início de 2022, todo o processo já esteja implantado e funcionando. O objetivo é que os ônibus que transportam os estudantes sejam movidos ao biocombustível produzido na universidade.

“Isto pode chegar à indústria, aos governos municipais e pode atender a toda uma região. Estamos numa universidade pública e temos como obrigação devolver para a sociedade o investimento que foi feito”, finalizou o coordenador da pesquisa, Adriano Viana Ensinas.

Fonte: G1.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: DEFENSORIA E MPRJ ABREM INVESTIGAÇÃO SOBRE QUALIDADE DA ÁGUA DA CEDAE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: DEFENSORIA E MPRJ ABREM INVESTIGAÇÃO SOBRE QUALIDADE DA ÁGUA DA CEDAE


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *