NOTÍCIAS

A variante Ómicron predomina nas águas residuais analisadas pelo projeto VATar-COVID-19 na Espanha

Esta semana, uma nova concentração máxima de SARS-CoV-2 foi registrada em águas residuais desde que as medições começaram em junho de 2020.

O Ministério da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico (MITECO) da Espanha, por meio do projeto VATar-COVID-19, detectou o deslocamento da variante Delta pela Ómicron na grande maioria das ETE’s que compõem o projeto

Imagem ilustrativa

Desde o surgimento do Ómicron, a dominância da variante Delta foi diminuindo gradativamente nas águas residuais analisadas, até que, esta semana, foi registrado um decréscimo drástico na maioria das ETEs do projeto: a variante Ómicron mudou quase completamente para a variante Delta.

Na segunda fase do projeto VATar-COVID-19, que começou em dezembro passado, os laboratórios associados incorporaram a análise para detecção de novas variantes do vírus em águas residuais, incluindo o Ómicron.

Tudo isso através de um ensaio de PCR que permite detectar a presença de mutações exclusivas para cada uma das variantes do SARS-CoV-2.


LEIA TAMBÉM: ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES DE PALM SPRINGS/EUA RECONHECIDA PELO PROGRAMA INOVADOR DE TESTES COVID-19


Os resultados do relatório publicado esta semana no site do MITECO, a partir da amostragem realizada entre 2 e 8 de janeiro, confirmam também um novo recorde nos níveis de concentração do vírus

Os dados desse período se tornaram os mais altos da série histórica que começa em junho de 2020, superando o máximo anterior detectado nas amostras coletadas entre 19 e 25 de dezembro de 2021.

Essa tendência constante de aumento, presente nas últimas semanas, pode indicar que os níveis máximos de detecção em águas residuais ainda não foram alcançados, embora possíveis sinais de estabilização comecem a ser detectados em algumas cidades.

Percepções do Projeto

  • As análises da maioria das estações de tratamento que fazem parte do projeto confirmam que a variante Ómicron deslocou quase completamente a variante Delta.
  • Os níveis médios do vírus nas estações de tratamento de esgoto analisadas nos primeiros dias do ano são superiores aos detectados no final de dezembro, superando, por mais uma semana, o maior valor histórico.
  • Apesar de registrar valores tão elevados, também foram detectados sinais de estabilidade nas concentrações medidas em algumas cidades.

Fonte: iagua
Adaptado para Portal Tratamento de Água
Traduzido por Jaqueline Morinelli


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: LEVANTAMENTO MOSTRA QUE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO DO RIO OPERAM ABAIXO DA CAPACIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: OBRAS DE CONSTRUÇÃO DA USINA EÓLICA DA STATKRAFT INICIAM EM JUNHO NA BAHIA