NOTÍCIAS

Obras de construção da usina eólica da Statkraft iniciam em junho na Bahia

A Statkraft, a maior produtora de energias renováveis ​​da Europa, está pronta para começar a construção do projeto eólico Morro do Cruzeiro no Nordeste do Brasil, após fechamento do contrato de fornecimento de turbinas com a fabricante alemã de turbinas eólicas Nordex.

Complexo contará com turbinas de 163 metros da Nordex, vai gerar muitas vagas de emprego e abastecer 190.000 residências do Nordeste

Imagem ilustrativa

Complexo eólico Statkraft vai gerar 386 GWh de energia renovável por ano, o suficiente para abastecer mais de 190 mil residências no Nordeste.

O complexo está sendo implementado conforme rígidos processos de licenciamento e monitoramento ambiental e social.

Tem áreas fundiárias asseguradas em regiões sem reassentamento, baixos impactos ambientais e sem impactos para as espécies incluídas na lista vermelha da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês).

A Statkraft também realizará atividades de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) nas comunidades próximas, com foco em melhorias nos setores de educação e de infraestrutura.

O Morro do Cruzeiro é um complexo eólico greenfield localizado perto dos ativos de energia eólica da Statkraft, já existentes na Bahia. As usinas serão compostas por dois projetos eólicos, com 14 turbinas e capacidade instalada de 79,8 MW.


LEIA TAMBÉM: FONTE LIMPA E PRÁTICA NO PROCESSO DE ABASTECIMENTO – COMO A ENERGIA ELÉTRICA VEM DESBANCANDO OS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS E SEUS DESAFIOS


 

Dadas as excelentes condições de vento na região, o complexo vai gerar 386 GWh de energia renovável por ano, o suficiente para abastecer mais de 190 mil residências.

A construção começa em junho de 2022, com conclusão prevista para o início de 2024. A estimativa é que as primeiras turbinas eólicas comecem a operar em outubro de 2023. O complexo utilizará as turbinas eólicas Nordex 163/5,7 MW, as maiores usadas pela Statkraft até o momento. Com um diâmetro de 163 metros, os rotores cobrirão uma área equivalente a cerca de três campos de futebol.

A geração de energia renovável, a partir dos parques eólicos, permitirá à Statkraft honrar os compromissos do leilão público do ano passado. A energia restante será vendida no mercado livre.

“A ambição da Statkraft no Brasil é ser um importante desenvolvedor e operador de energia hídrica, eólica e solar, contribuindo para um planeta mais verde e sustentável. O projeto Morro do Cruzeiro nos aproxima desse objetivo”, afirma o presidente da Statkraft no Brasil, Fernando de Lapuerta.

A conclusão dos dois projetos eólicos Morro do Cruzeiro e Ventos de Santa Eugênia, na Bahia, atualmente em construção, vai mais do que dobrar a capacidade instalada, que será de 1050 MW.

A construção do Morro do Cruzeiro faz parte da estratégia de crescimento do Brasil e contribui para alcançar a meta de desenvolver 6 GW de energia eólica globalmente até 2025.

Fonte: Click Petróleo e Gás


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: BANDEIRA DE ESCASSEZ HÍDRICA SERÁ MANTIDA EM 2022?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: PETROBRAS PODE RECEBER R$ 4 BI EM VENDA DE AÇÕES DA BRASKEM, DIZ XP