NOTÍCIAS

Poluição plástica é um problema transfronteiriço

“A pergunta que insiste em ser feita é se a poluição de plásticos é um problema tratável ou, em outras palavras, se a humanidade será capaz de encontrar uma saída para a crise do plástico”

Um relatório do WWF (World Wildlife Fund) afirmava em 2022 que a poluição plástica é encontrada em todos os lugares nos oceanos e que mesmo que a poluição plástica parasse hoje, alertavam os autores, a quantidade de microplástico no oceano dobraria à medida que pedaços maiores se quebrassem. Em vista disso, a WWF solicitava a criação de um tratado internacional sobre plásticos.

Uma alvissareira notícia foi que, em março de 2023, a Assembleia Ambiental das Nações Unidas aprovou um acordo histórico para forjar um tratado global de plásticos até o final de 2024. Esse processo envolverá a definição de políticas e formas de aplicá-las. Pesquisadores de todo o mundo agora estão trabalhando para ajudar a reduzir a poluição por plásticos. Equipes de cientistas buscam investigar as melhores políticas para reduzir a produção, uso e descarte de plásticos. Outros pesquisadores se concentram no uso da tecnologia para melhorar a reciclagem ou para criar novos tipos de plásticos.

Em 2019, mais de dois terços dos 353 milhões de toneladas (Mt) de resíduos plásticos produzidos foram enviados para aterros ou incinerados e 22% (79 Mt) foram mal administrados – o que significa que foi deixado como lixo não coletado, jogado em locais não regulamentados em terra ou na água ou queimado a céu aberto – de acordo com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em Paris. Projeta-se que, até 2060, o aumento da produção de plástico levará a uma triplicação de resíduos anuais para mais de um bilhão de toneladas, e que a poluição anual de plástico (a parte mal administrada) poderá dobrar, se nenhuma nova política for implementada para conter a maré.


LEIA TAMBÉM: MICROPLÁSTICOS SÃO ENCONTRADOS EM ANIMAIS MARINHOS DO OCEANO ANTÁRTICO


A pergunta que insiste em ser feita é se a poluição de plásticos é um problema tratável ou, em outras palavras, se a humanidade será capaz de encontrar uma saída para a crise do plástico.

Alguns especialistas são otimistas, já que existem muitas equipes de pesquisa em todo o mundo trabalhando nesse problema e que se observa uma maior atenção da mídia e um crescente interesse do público sobre a gravidade do assunto. Outros têm uma perspectiva menos otimista. Os muitos obstáculos de enfrentamento com a mudança climática reduzem a confiança de que o problema dos plásticos será tratado adequadamente.

Ainda assim, todos concordam, de que a resolução da ONU para criar um tratado global de plásticos é um passo na direção certa. A poluição por plásticos é, indiscutivelmente, um problema transfronteiriço, necessitando de uma ação global para uma eficiente solução.

Referências Bibliográficas
1 Extreme heat and plastic pollution push oceans to brink -Deutsche Welle – https://www.dw.com/en/one-ocean-summit-climate-plastic-pollution/a-60733379 (2022)
2 Diana Kwon. Three Ways to Solve the Plastic Polution Crisis. Nature; Vol 616; 13 April 2023.
3 OECD. Global Plastics Outlook: Policy Scenarios to 2060. (OECD Publications, 2022).

Carlos Augusto de Medeiros Filho, geoquímico, graduado na faculdade de geologia da UFRN e com mestrado na UFPA. Trabalha há mais de 35 anos em Geoquímica em Pesquisa Mineral e Ambiental

Fonte: Eco Debate


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: INVESTIMENTOS EM H2V DEVEM MOVIMENTAR US$ 12 TRILHÕES EM 25 ANOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: EGITO PRÉ-QUALIFICA 17 CONSÓRCIOS PARA SEU PROGRAMA DE DESSALINIZAÇÃO DE ÁGUA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
SOS Rio Grande do Sul

EP se mobiliza para apoiar vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Em meio a tempos desafiadores, onde a solidariedade e o apoio mútuo se tornam ainda mais essenciais, a EP tem o orgulho de anunciar seu papel ativo na assistência às vítimas das recentes tempestades que assolaram o Rio Grande do Sul. Conscientes da necessidade urgente de ajuda, mobilizamos nossos mais de 550 colaboradores em uma campanha solidária destinada a fornecer apoio vital para as comunidades afetadas.

Continuar lendo »