Notícias

R$ 1 milhão está disponível para apoiar projetos de P,D&I em Biotecnologia Ambiental

Publicado em 17/09/2020 às 10:46:56

O Governo do Estado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt) iniciativa a participação dos pesquisadores nesse edital

 

laboratorio

 

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq torna pública a Chamada CNPq/MCTI Nº 29/2020 Projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) que visam o desenvolvimento de produtos e processos biotecnológicos para minimizar ou solucionar problemas ambientais causados pela atividade humana tais como resíduos industriais, domésticos, agropecuários, entre outros.

“Essa é uma chamada diferenciada que visa a recuperação de rios e lagoas, o desenvolvimento de produtos e processos biotecnológicos para tratamento de esgoto e recuperação de águas superficiais, subterrâneas e residuais. O que viabiliza a recuperação responsável dos recursos naturais, assegurando a preservação do meio ambiente”, ressalta o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt), Márcio Silveira.

Para todo o país, será disponibilizado R$ 1 milhão de reais em Custeio e Bolsa, oriundos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, a serem liberados em duas parcelas: R$ 600 mil reais em 2020 e R$ 400 mil reais em 2021, de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira no CNPq. As propostas terão o valor máximo de financiamento, em despesas de Custeio e, ou, bolsa de R$250 mil reais.

As propostas devem ser encaminhadas ao CNPq pelo formulário online disponível na plataforma Carlos Chagas pelo e-mail: atendimento@cnpq.br ou pelo 61.3211.4000. O prazo para submissão das propostas é até 13 de outubro com resultado final previsto para 15 de dezembro de 2020.


LEIA TAMBÉM: ÁGUA DE AR-CONDICIONADO PODE SER REUTILIZADA, CONCLUI PESQUISA DA UFPB


Critérios de participação

O interessado deve ser título de doutorado e ainda possuir vínculo celetista ou estatutário com a instituição de execução do projeto que deve ser deve ser uma Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT) cadastrada no Diretório de Instituições do CNPq. Além de ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes, atualizado até a data limite para submissão da proposta.

Critérios de Mérito Técnico-Científico

O edital prevê critérios como o de Mérito, originalidade e relevância do projeto para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no País. Grau de maturidade tecnológica da proposta. Também conta a experiência prévia do Coordenador proponente na área do projeto de pesquisa, considerando sua produção científica ou tecnológica relevante. Além da competência, experiência e adequação da equipe de pesquisadores em relação aos objetivos e metas da proposta e em relação à capacidade de formação de recursos humanos com o perfil adequado aos desafios da Chamada. Mais informações no edital https://fapt.to.gov.br/editais/editais-externos/

Fonte: Surgiu.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: PROJETO TORNA OBRIGATÓRIO REÚSO DE ÁGUA PARA FINS NÃO POTÁVEIS EM NOVAS EDIFICAÇÕES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: SEVERN TRENT COMISSIONA A MAIOR PLANTA MABR DO REINO UNIDO DURANTE A QUARENTENA


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *