NOTÍCIAS

Lançamento irregular de gordura causa 51% dos entupimentos da rede de esgoto em Curitiba

Entupimentos da rede de esgoto em Curitiba

Em 2023, foram registradas, em média, 682 obstruções em tubulação por mês causadas por óleo de cozinha

 

 

Em 2023, foram registradas, em média, 682 obstruções em tubulação por mês causadas por óleo de cozinha. De acordo com lei municipal, todos os imóveis devem ter caixa de gordura, que tem função de reter esse material e impedir que siga pela tubulação.

O lançamento irregular de óleo de cozinha na rede coletora de esgoto é a principal causa de entupimento na tubulação da Sanepar em Curitiba. Em 2023, do total de obstruções, 51,26% foram causadas por gordura, com o registro, em média, de 682 por mês ou 22 por dia. A desobstrução nesses casos teve um custo de R$ 2,35 milhões, em todo o ano passado, na Capital.

O lançamento de gordura na rede pode ocorrer com o despejo direto de óleo usado nos ralos das pias das cozinhas ou pela falta da caixa de gordura nos imóveis, que têm a função de reter esse material e impedir que siga pela tubulação.

A caixa de gordura é item obrigatório nos imóveis, conforme lei municipal Lei 13.634/2010, de Curitiba. Deve ser instalada na saída da água utilizada na pia e na máquina de lavar louças e antes de chegar à rede pública de esgoto. Os resíduos retidos precisam ser removidos manualmente de forma periódica.

Para combater o problema, nos últimos anos, a Sanepar intensificou as vistorias técnicas nas ligações de esgoto dos imóveis, com orientações para moradores e donos de restaurantes sobre o uso correto da rede. A falta da caixa de gordura é a principal irregularidade. Nesse caso, o morador é notificado a fazer a instalação do equipamento e evitar a aplicação de multa.

As medidas levaram a uma diminuição de obstruções causadas por óleo na rede. Na última década, a Sanepar registrou uma queda no número dessas ocorrências em Curitiba. Em 2013, a média mensal era de 1.730 casos.

O gerente-geral da Sanepar para Curitiba e Região Metropolitana, Fabio Basso, explica que o óleo de cozinha se solidifica na tubulação, causando entupimento. A obstrução da rede pode fazer com que o esgoto extravase e até mesmo volte para dentro dos imóveis.

“Usar corretamente a rede é uma atitude de preservação ambiental. Em Curitiba, 98% dos imóveis têm acesso à rede coletora. É um dos melhores índices do país, mas é fundamental que a população faça uso correto desse sistema”, afirma.

Fonte: Paraná Governo do Estado


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: ALTERNATIVAS AO PETRÓLEO, FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEL SÃO REALIDADE COM ALTO POTENCIAL DE EXPANSÃO NO BRASIL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: ALESP APROVOU, EM 2023, PROJETOS QUE PROMOVEM SUSTENTABILIDADE E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
SOS Rio Grande do Sul

EP se mobiliza para apoiar vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Em meio a tempos desafiadores, onde a solidariedade e o apoio mútuo se tornam ainda mais essenciais, a EP tem o orgulho de anunciar seu papel ativo na assistência às vítimas das recentes tempestades que assolaram o Rio Grande do Sul. Conscientes da necessidade urgente de ajuda, mobilizamos nossos mais de 550 colaboradores em uma campanha solidária destinada a fornecer apoio vital para as comunidades afetadas.

Continuar lendo »