NOTÍCIAS

Funasa realiza ações de monitoramento da qualidade da água em Curuçá/PA

Por meio de coletas e análises de água dos sistemas de abastecimento do município e capacitação com metodologias para o tratamento da água, as ações ajudam a promover a saúde e melhoria do bem-estar das populações atendidas.

analise-agua

Imagem Ilustrativa

Com o intuito de planejar e implementar o tratamento nas águas distribuídas pelos sistemas de abastecimento do município de Curuçá/PA, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), por meio da Superintendência Estadual da Funasa no Pará (Suest/PA), realizou entre os dias 26 a 30 de julho, ações do Programa Nacional de Apoio ao Controle da Qualidade da Água para Consumo Humano (PNCQA). O cronograma de atividades foi solicitado pela prefeitura para cumprir as exigências das legislações vigentes de potabilidade da água.

Dentre as ações, foram realizadas coletas e análises físico-químicas e bacteriológicas em Sistemas de Abastecimento de Água (SAA) distribuídos no município e em poços de captação, além de um treinamento de metodologias para o tratamento da água. A capacitação dispôs de conteúdos teóricos e práticas em campo.

A oficina, ministrada pela equipe do Serviço de Saúde Ambiental (Sesam), foi coordenada pelo chefe-substituto do Sesam, Eládio Braga, e os técnicos da Seção de Segurança e Qualidade da Água para Consumo Humano (Saqua), Antônio Pinheiro e Haroldo Costa. Ao todo, a capacitação teve 20 participantes – entre gestores, procuradores e vereadores da prefeitura e agentes da Secretaria Municipal de Saúde, da Vigilância Sanitária (VISA), da Vigilância Ambiental, do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e da Unidade Básica de Saúde (USB).

Saúde Ambiental

A capacitação teve como tema central a saúde ambiental e as legislações correlatadas sobre a água para consumo humano, como a Portaria GM/MS 888/2021, a Resolução CONAMA 357/05 o Decreto 5.440/05 e o Plano de Segurança da Água, temas compatíveis as atribuições dos fornecedores de água e da vigilância em saúde ambiental do município.

Os técnicos do Sesam realizaram as análises de baixa e média complexidade em laboratório da escola municipal. Os resultados laboratoriais das análises indicaram características que permitem a instalação de equipamentos de desinfecção microbiológica, por meio da cloração. A desinfecção microbiológica é obrigatória, em conformidade a legislação da potabilidade. Sendo assim, foram instalados dois dosadores para cloro em pastilhas nos poços tubulares de duas captações e o treinamento de como construir, montar, instalar e operar os dosadores.

De acordo com Eládio, para que os municípios implementem adequados processos de tratamento, é necessário um diagnóstico para detectar as falhas dos sistemas de abastecimento. “É indispensável que façam o diagnóstico analítico laboratorial da qualidade das águas das fontes de captação que alimentam os sistemas. As análises permitem identificar as possibilidades de tratamento a serem adotadas”, explica.

Fonte: Defesa.