NOTÍCIAS

Estação de Tratamento de Esgoto de Birigui/SP está sendo revitalizada

A Secretaria de Meio Ambiente de Birigui está revitalizando sua ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), que fica no bairro rural Baixotes

 

Imagem Ilustrativa

 

Segundo o secretário de Meio Ambiente de Birigui, André Branco, servidores realizaram recentemente melhorias no sistema de pré-tratamento, gradeamento e desarenação da estação para evitar o assoreamento e melhorar a eficiência das cinco lagoas de tratamento.

Também foi realizada a recuperação de seis aeradores e outros 11 estão em processo de recuperação. “Os aeradores são importantes para melhorar a oxigenação das lagoas anaeróbias e facultativas, contribuindo para eliminar a formação de espuma e odores”, explicou o secretário. De acordo com ele, o pré-tratamento estava desde o ano passado sem operar adequadamente. O secretário garante que com as melhorias já realizadas, a ETE está mais eficiente.

“Esse é um trabalho importante que os servidores municipais, sob a direção da chefe da ETE, Mariana Orenha, estão fazendo no local. São melhorias significativas para a estação”, frisou Branco. Como os serviços e melhorias que estão sendo feitas na estação são com recursos próprios, não houve investimento financeiro, segundo informou a Prefeitura de Birigui.

Objetivo da limpeza

O objetivo da limpeza foi para colocar em funcionamento os equipamentos recuperados que estavam desligados a vários meses causando danos ao sistema. Esses equipamentos retem os resíduos sólidos volumosos que não são retidos no primeiro processo (na chegada do esgoto), como gradeamento mecanizado e gradeamento manual, dois complexos de desarenadores circulares mecanizados, batedores e duas roscas sem fim.


LEIA TAMBÉM: DAE JUNDIAÍ/SP AMPLIA CAPACIDADE DO TRATAMENTO DE ESGOTO NO VETOR OESTE


“Importante salientar que os servidores são pessoas com qualificação e que se dedicam sim ao bom funcionamento do sistema. Nesses três meses foram recuperados 6 aeradores e, agora, os equipamentos do sistema de pré-tratamento que estavam desativados“, salientou o secretário de Birigui.

As melhorias que estão sendo feitas na ETE de Birigui foram divididas em três partes: primeiro a Estação Elevatória onde chega o esgoto coletado em toda rede; segundo na área de tratamento primário ou pré-tratamento e terceiro nas Lagoas de Tratamento que são em número de 5, sendo duas lagoas anaeróbicas e três lagoas facultativas.

Entenda

Na primeira etapa, da Estação Elevatória, o esgoto coletado em toda rede municipal chega e passa por uma grade que retém parte dos sólidos volumosos (essa grade é limpa periodicamente). Daí o esgoto é bombeado até a área de Tratamento Primário para ser distribuído nas lagoas de tratamento. No início de março a secretaria fez a recuperação dos equipamentos que compõe o pré-tratamento, com a limpeza da área retirando toda areia acumulada ao longo de vários meses em que o Pré-Tratamento esteve desativado.

“Essa limpeza foi realizada pelos funcionários da ETE junto com a equipe de limpeza do setor de serviços de Água e Esgoto, onde foram utilizados os veículos e maquinários da prefeitura, como retroescavadeira, caminhões basculantes, caminhão de limpeza, munk“, disse André Branco. O secretário completou dizendo que com esses equipamentos em funcionamento o esgoto lançado nas lagoas está livre de resíduos sólidos que podem causar o assoreamento das mesmas danificando inclusive os equipamentos aeradores e consequentemente interferindo de forma negativa na eficiência no tratamento final do esgoto.

Fonte: Folha da Região.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: O ESPECTRO DA CRISE HÍDRICA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: AMAZONAS DEVE REGISTRAR CHEIAS SEVERAS EM 2021, DIZ SERVIÇO GEOLÓGICO