BIBLIOTECA

Sistema de Tratamento de Águas Residuais Centro Industrial de Viana – Luanda – Angola

ecosan-imagem-3

Sistema de Tratamento de Águas Residuais

ASPECTOS GERAIS

A cidade de Luanda, anteriormente São Paulo de Luanda, foi fundada por Paulo Dias de Novais em 1576. A cidade é a capital do país e da província de Luanda, localizada na costa noroeste de Angola, banhada pelo Oceano Atlântico.

Luanda é a maior cidade de Angola, bem como o principal porto e centro industrial do país. As zonas comerciais e industriais estão localizadas próximo do porto de águas profundas, e os distritos governamental e residencial estão geralmente localizados nas zonas circundantes mais elevadas.

O aeroporto de Luanda regista o maior tráfego aéreo em Angola, e o caminho-deferro de Luanda estende-se pelo interior até às minas de ferro em Ndalatando (Kuanza-Norte) e campos de plantação de café na província de Malange.

Viana é uma cidade da Província de Luanda, situada a 18 km da capital do país. Tem 1.344km² e 68 mil habitantes. É limitado a Norte pelo município do Cacuaco, a Este pelo município de Ícolo e Bengo, a Sul pelo município da Kissama e a Oeste pelo Oceano Atlântico e pelos municípios de Samba, Kilamba Kiaxi e Rangel. Devido à sua proximidade com a cidade de Luanda, Viana tem verificado nos últimos anos um crescimento muito acentuado da sua população residente e das indústrias instaladas.

O Centro Industrial de Viana (CIV) possui uma área de cerca de 170 ha e faz parte da bacia hidrográfica que contribui para lagoas formadas a partir de colinas.

Rede Coletora

A rede coletora de águas residuais do CIV, com cerca de 6,8 km, foi concebida de modo a possibilitar a recepção da contribuição dos efluentes industriais e domésticos num mesmo coletor. Além dos efluentes industriais o sistema tem capacidade para receber as águas residuais da vila dos funcionários e da área de serviços localizada no centro do empreendimento.

Sobre o sistema

O sistema é separador absoluto, não sendo permitido o lançamento de águas pluviais na rede coletora de águas residuais. A rede coletora será implantada no 1º quadrante do CIV, representado pela 1ª Etapa do Empreendimento. Complementando o sistema de coleta e transporte de águas residuais da 1ª Etapa, está prevista a implantação de um coletor tronco, com 700 mm de diâmetro, com 1,8 km de extensão, entre o centro do empreendimento até a Elevatória Final, localizada na entrada da ETAR do CIV. Este coletor tronco tem capacidade para conduzir os efluentes industriais e domésticos para toda a abrangência do empreendimento, isto é, 111 lotes e a indústria automotiva.

Os efluentes de qualquer fonte poluidora (Indústria) não poderão ser lançados no sistema de  coleta, transporte e tratamento de águas residuais do CIV caso não atendam às condições pré-estabelecidas no Memorial Descritivo.

A rede de coleta de águas residuais possui um único ponto de lançamento de seus efluentes, neste local está prevista a implantação da Estação de Tratamento de Águas Residuais ( ETAR ) que lançará o efluente tratado e desinfetado na cabeceira do rio Mulenvos, localizada a cerca de 5.650 m da Elevatória do Efluente Tratado localizada na ETAR, no final da cadeia de tratamento.

Os critérios de qualidade para lançamento do efluente tratado foram estabelecidos a partir da Resolução nº 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA do Ministério do Meio Ambiente – BRASIL.

O desenvolvimento do Projeto Executivo teve como base o levantamento topográfico fornecido pela ODEBRECHT para área de projeto.

Estudo completo: Sistema de Tratamento de Águas Residuais Centro Industrial de Viana – Luanda – Angole