Notícias

Águas de Teresina quer dobrar cobertura de saneamento em dois anos

Publicado em 17/07/2018 às 10:18:09

A empresa, que administra o tratamento e abastecimento de água na Capital, apresenta hoje seu Plano Diretor. Investimento é de R$ 650 milhões nos próximos 5 anos.

aguas-teresina

A Águas de Teresina, que é a responsável pelo tratamento e abastecimento de água na Capital piauiense, pretende dobrar a cobertura de saneamento no Município dentro dos próximos dois anos. Atualmente, 19% do território da cidade é atendido por serviços de tratamento de esgoto e o objetivo é que este serviço se estenda a pelo menos 40%  em toda a Teresina dentro de 24 meses.

A médio prazo, ou seja, para os próximos 16 anos, a Águas de Teresina pretende ampliar a cobertura da rede de esgotos para 90%, e a longo prazo – dentro dos próximos 30 anos – a ideia é universalizar o abastecimento de água e o saneamento em toda a Capital piauiense.

Serviços de saneamento e abastecimento em Teresina

A informação é do diretor executivo da Água de Teresina, Diego Dal Magro e foi dada durante a apresentação do Plano Diretor de Águas (PDA) e Plano Diretor de Esgotos (PDE), que contém as ações a serem desenvolvidas pela empresa para melhorar os serviços de saneamento e abastecimento em Teresina.

“Desde quando iniciamos as operações aqui na Capital, isso há pouco mais de um ano, o foco de atuação foi no sistema de abastecimento de água, com obras de ampliação e melhorias na rede. Agora o grande desafio é ampliar a cobertura de esgoto, o que vai demandar ainda mais obras e mais investimentos. Nossa previsão inicial é de investir R$ 650 milhões só nos primeiros cinco anos de atividade”, explica Dal Magro.

Plano Diretor da rede de esgotos

Para traçar o Plano Diretor da rede de esgotos, as equipes da Águas de Teresina fizeram um mapeamento de toda a rede de saneamento de Teresina e a prioridade da atuação nesse sentido é nas áreas de crescimento da cidade, que ainda não são atendidas por esgotamento tratado.

“Vamos regularizar áreas que ainda são deficitárias e fazer melhorias nos sistemas de pressão.”, acrescenta o diretor executivo da Águas de Teresina.

Vale lembrar ainda que o Plano Diretor de Águas e o Plano Diretor de Esgotos da empresa contempla, a longo prazo, estratégias de atuação previstas para os próximos 30 anos.

Fonte: Portal o Dia.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *