Notícias

Avanços na regulamentação dos PFAS nos níveis estadual e federal nos EUA

Publicado em 12/10/2020 às 08:00:55

Os estados estão aumentando o escrutínio de produtos químicos generalizados e de longa duração, que muitas vezes são encontrados na água da torneira e na corrente sanguínea humana

 

water-treatment-to-remove-forever-chemicals

 

PFAS é a sigla para substâncias de poli e perfluoroalquil, uma classe de mais de 4.000 produtos químicos usados ​​na fabricação de uma ampla gama de bens de consumo, incluindo revestimento de Teflon e embalagens de alimentos. Mas por causa de sua resistência à decomposição, eles ganharam o apelido popular de “químicos para sempre”. Eles são encontrados no meio ambiente, na água da torneira e até mesmo na corrente sanguínea humana. Uma vez no corpo humano, não há processo metabólico adequado para eliminá-los. Além de serem muito difíceis de remover da água potável, também podem ser considerados toxinas cancerígenas.

PFAS no Foco das Atenções

Uma combinação de fatores torna os PFAS a tempestade perfeita de problemas. Embora extremamente úteis, eles também são onipresentes, tóxicos e caros para remover com tratamento de água. Mas, após uma exposição de alto nível, os responsáveis políticos e o público começaram a se movimentar para regulamentar os produtos químicos.

Em setembro de 2019, o filme Dark Waters apresentou a problemática ao público com um relato de David e Golias ao estilo de Erin Brockovitch, uma versão fictícia de uma história do New York Times de um advogado lutando contra os contaminantes dos PFAS.

A conscientização também aumentou após a recente publicação de um estudo do Grupo de Trabalho Ambiental (EWG), que descobriu que os PFAS não estavam sendo relatados em muitos locais nos Estados Unidos.

Estados Agem em Relação aos PFAS

Embora o governo federal americano tenha estabelecido um nível de aconselhamento de saúde vitalício de 70 partes por bilhão para PFOA e PFOS – produtos químicos da classe PFAS – ainda não existe uma regulamentação federal dos PFAS. Mas em janeiro de 2020, a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou a Resolução 535 da Câmara para limitar a contaminação por PFAS em todo o país. No momento desta redação, o projeto de lei aguarda votação no Senado.

Na ausência de limites federais executáveis, quase metade dos estados estão trabalhando em padrões, regulamentos ou legislações para tratar os PFAS na água potável. Em julho, Michigan aprovou a lei mais rígida dos Estados Unidos, com um limite de PFOA de 8 partes por bilhão e um limite de PFOS de 16 partes por bilhão.

Ao final de um processo exaustivo, o Conselho de Saúde Pública e Planejamento Nova York estabeleceu alguns dos limites mais rígidos para o PFOA e o PFOS. Os regulamentos permitem apenas 10 partes por bilhão, e os sistemas públicos de água no estado precisarão ser testados e tratados para eles se forem encontradas concentrações excessivas.


LEIA TAMBÉM: ONU AGE PARA ACELERAR O PROGRESSO NAS METAS DE ÁGUA E SANEAMENTO


O Comissário de Saúde do Estado, Dr. Howard Zucker, que esteve envolvido no estabelecimento dos limites, disse:

Esses novos padrões são alguns dos mais baixos e precedentes em nível nacional e foram cuidadosamente considerados durante meses de revisão científica com contribuições das partes interessadas para garantir uma implementação bem-sucedida.

Nova York também se tornou o primeiro estado a limitar o possível carcinógeno 1,4-dioxano, outro produto químico extremamente persistente. Um limite máximo de 1 parte por bilhão de água potável foi a sugestão do Conselho de Qualidade da Água Potável do estado. O governador Andrew Cuomo comenta:

Como o governo federal continua deixando contaminantes emergentes como o 1,4-dioxano, PFOA e PFOS sem regulamentação, Nova York está liderando o caminho no estabelecimento de novos padrões nacionais que ajudam a garantir a qualidade da água potável e salvaguardar a saúde [dos nova-iorquinos] desses produtos químicos.

A Califórnia está acompanhando de perto, pois também considera a regulação do produto químico devido ao seu histórico de acúmulo nas águas subterrâneas.

Outras Perguntas Sobre PFAS

Embora haja movimento na frente regulatória, muitos produtos químicos de substituição para os PFAS estão provando ser igualmente problemáticos. Resta determinar quais são os níveis seguros de PFAS e se eles devem ser regulamentados individualmente ou como uma classe inteira.

Posto que os filtros domésticos padrão não são adequados para o tratamento de PFAS, a filtração de carvão ativado e as plantas de tratamento de água por osmose reversa, como a NIROBOX™ da Fluence podem reduzir significativamente as concentrações de PFAS na água.

Entre em contato com a Fluence para obter mais informações sobre soluções de água econômicas para ajudar a cumprir a regulamentação intensificada dos PFAS.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: CNI LANÇA ESTUDO SOBRE REÚSO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS E SEUS IMPACTOS ECONÔMICOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: GOVERNO DE SÃO PAULO ABRE CONCORRÊNCIA PARA USINA FOTOVOLTAICA FLUTUANTE NA REPRESA BILLINGS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *