NOTÍCIAS

Governo de São Paulo abre concorrência para usina fotovoltaica flutuante na represa Billings

O governo de São Paulo, por meio da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae), abriu nesta terça (6) a chamada pública para instalar uma usina solar fotovoltaica flutuante no reservatório da represa Billings, na capital paulista

 

Billings

 

A disputa será pela formação de uma sociedade com a Emae para a comercialização de energia nos mercados livre e cativo.

As propostas devem prever a instalação de painéis com potência total entre 1 MW e 30 MW. Após a fase de habilitação das concorrentes, vencerá a proposta de maior retorno econômico para a Emae, que pretende ter até 49% da sociedade de propósito específico (SPE) formada para executar o projeto. As informações completas estão disponíveis no site da empresa.  As inscrições na concorrência devem ser feitas até 9 de dezembro.

As usinas poderão ser exploradas até o término da concessão do complexo Henry Borden, que ocorrerá em 31/11/2042 ou em outro prazo a ser definido pela Aneel, caso seja feita a prorrogação da outorga, explica a Emae.


LEIA TAMBÉM: UTILIZANDO O POTENCIAL DO ESGOTO: DE CONSUMIDOR DE ENERGIA A PRODUTOR DE ENERGIA


Viabilidade do projeto

“A planta piloto instalada no lago da represa mostrou a viabilidade do projeto. Com esse chamamento público, o governo paulista dá mais um importante exemplo na utilização das energias renováveis, além de gerar emprego e renda para a população”, disse o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

“Continuaremos incentivando o desenvolvimento de fontes alternativas e sustentáveis na geração de energia elétrica, sempre pensando nas principais tendências mundiais do mercado”, afirma o presidente da Emae, Marcio Rea.

Fonte: EPBR.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: PRODUÇÃO E RESERVAÇÃO DE ÁGUA TRATADA É AMPLIADA EM DOURADOS/MS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: PGE RECEBE QUATRO PROPOSTAS PARA USINA DE DESSALINIZAÇÃO NA RMF/CEARÁ