NOTÍCIAS

Impurezas da água – Por que você deve se preocupar?

Impurezas da água – A Elga Labwater sabe que você se preocupa em obter resultados confiáveis ​​e precisos de seus experimentos. E, como você deve saber, produzir bons dados de seus experimentos depende muito da qualidade de seus reagentes.

É simples. Pobres reagentes entrando = maus resultados saindo.

Você não sonharia em cortar custos usando uma enzima ou reagente químico abaixo do padrão – simplesmente não vale a pena perder tempo e frustração de experimentos fracassados ​​ou resultados não reproduzíveis. E não é diferente com a água de laboratório, aquela substância usada com frequência que sustenta tantas aplicações científicas e médicas. Certificar-se de usar o nível correto de pureza da água é um passo fácil para produzir resultados consistentes e precisos

Impurezas da água

Imagem ilustrativa do Canva

Contaminantes ou desequilíbrios iônicos na água do seu laboratório podem afetar seriamente seus dados

  • As impurezas da água podem afetar a maioria das reações enzimáticas necessárias para técnicas básicas de biologia molecular
  • Armazenar água purificada favorece a produção de lixiviáveis ​​na água e estimula a proliferação de bactérias

Aqui estão apenas alguns exemplos de como as impurezas da água podem afetar várias técnicas experimentais

Técnicas de Blotting

Seu sucesso com Southern, Northern ou Western Blotting dependerá da qualidade da água que você usa para preparar suas amostras e soluções. Por exemplo, a contaminação bacteriana pode introduzir proteínas adicionais que podem comprometer o Western Blotting. As nucleases bacterianas podem degradar os ácidos nucleicos durante o Northern e Southern Blotting – e as moléculas orgânicas perdidas podem interferir na hibridização ligando-se não especificamente no lugar do DNA ou RNA. E a contaminação iônica excessivamente alta pode interromper a migração durante a eletroforese.

Análise de rastreamento

Um alto nível de pureza da água é essencial para essas técnicas analíticas altamente sensíveis, como LC-MS, GC-MS e GFAAS. Por exemplo, realizar espectrometria de massa de plasma indutivamente acoplado (ICP-MS) exige que suas soluções tenham níveis praticamente zero de elementos ou íons adicionais. Com níveis de detecção para baixo nas partes por trilhão (ppt), as impurezas podem levar a concentrações de amostra artificialmente altas ou erros em brancos e amostras de calibração, o que significa que a precisão dos resultados será severamente afetada.


LEIA TAMBÉM: DO RESÍDUO À RIQUEZA: TRANSFORME AS ÁGUAS RESIDUAIS EM UM PRODUTO VALIOSO


 

Cromatografia

Como a cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) é usada para detectar constituintes de misturas complexas, às vezes na faixa de partes por bilhão (ppb), não surpreende que os resultados sejam altamente dependentes da pureza da água. Os compostos orgânicos podem competir com o analito, reduzindo os níveis retidos na coluna. Outras preocupações incluem bactérias e contaminantes iônicos que podem afetar algumas separações cromatográficas.

Ao usar cromatografia de íons (IC), os níveis de traços de íons podem ter um efeito muito mais relevante do que com HPLC e podem levar a resultados imprecisos ou ruins. Gases dissolvidos, como o dióxido de carbono, podem alterar o pH da fase móvel, que por sua vez pode alterar os tempos de eluição ou reduzir a capacidade efetiva da fase estacionária. Bactérias e compostos orgânicos também podem ter efeitos prejudiciais – e partículas e coloides podem resultar em contrapressão elevada, afetando as bombas e impactando na integridade da análise.

PCR

A qualidade da água pode ter impacto em uma técnica universal de biologia molecular – a reação em cadeia da polimerase (PCR). A reação pode ser inibida por contaminantes da água, como nucleases, que podem deixá-lo sem um produto estável – tornando a água sem nuclease obrigatória. E ninguém quer amplificar inadvertidamente comprimentos de DNA de bactérias contaminantes. Contaminantes inorgânicos também representam um risco, com DNA polimerases altamente sensíveis a cátions comuns que podem interromper a ligação do substrato e inibir a atividade enzimática. Compostos inorgânicos carregados negativamente também podem competir com o DNA no sítio ativo da polimerase, interrompendo os experimentos.

Histologia e imuno-histoquímica

A qualidade da água geralmente é uma área chave para solucionar problemas quando os experimentos de imuno-histoquímica (IHC) não estão funcionando. Por exemplo, as bactérias podem aderir a seções de tecido levando a artefatos em amostras montadas.

Contaminantes bacterianos na água também podem liberar fosfatase alcalina (AP), que pode interferir em certos procedimentos de IHC que usam AP para detecção cromogênica. Os íons metálicos podem causar precipitação indesejada em soluções de coloração ou até mesmo interferir na ligação anticorpo-antígeno

Clique aqui e consulte tecnologias para resolver todos os seus problemas de impureza da água.

Fonte: labnetwork


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: JAR-TEST – APLICAÇÃO E IMPORTÂNCIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: PROGRAMA NOVO RIO PINHEIROS: 85% DAS ÁGUAS JÁ TÊM MAIS OXIGÊNIO E MENOS POLUIÇÃO