Notícias

Franca/SP alerta para risco de falta d’água com chuvas 66% abaixo da média e queda em vazão de rios

Publicado em 07/05/2021 às 11:27:38

 

chuva

Imagem Ilustrativa

 

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) alerta para o risco de desabatecimento aos moradores de Franca (SP) e pede o uso consciente da água diante de uma queda nas chuvas, de uma redução nos reservatórios e da chegada do período de estiagem.

Segundo dados apurados pela EPTV, afiliada da TV Globo, o município registrou, de outubro do ano passado a março deste ano 935,5 milímetros de chuva, volume 66% abaixo da média histórica.

Como resultado, a vazão dos rios caiu até nove vezes, de acordo com números da Sabesp. De acordo com a Prefeitura, esse desabastecimento pode ser sentido a partir de junho, se ações não surtirem efeito.

Um alerta semelhante tinha sido feito em setembro do ano passado, quando a falta de chuva e o aumento do consumo de água por conta da quarentena na pandemia da Covid-19 também baixaram a disponibilidade de recursos hídricos na região.

Vazão baixa nos rios

A pior queda nos mananciais é observada no Córrego Pouso Alegre, que registra atualmente uma vazão de 100 litros por segundo contra 900 litros por segundo em 2020, segundo a Sabesp.

Principal fonte hídrica do município, o Rio Canoas tem hoje 1,2 mil litros por segundo de vazão, mais do que um terço do que tinha no mesmo período do ano passado, com 4 mil.


LEIA TAMBÉM: REÚSO DA ÁGUA DE CHUVA: UMA ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL PARA OS PERÍODOS DE ESCASSEZ HÍDRICA


Gerente distrital da Sabesp em Franca, Alex Veronez afirma que ações estão sendo adotadas para reduzir os impactos da chegada do período mais seco do ano, mas ressalta a importância do uso consciente da água.

Segundo informações da Prefeitura, a cidade deve contar com um novo sistema produtor de água, para dobrar a capacidade da estrutura hoje existente, apenas no final de 2022.

“A estiagem está afetando não só Franca, mas todo o estado de São Paulo e algumas regiões do Sudeste. Isso preocupa muito. A Sabesp vem planejando várias ações, como captações emergenciais, para suprir essa demanda, para ajudar a minimizar o impacto da estiagem”, afirma Veronez.

Uso consciente da água

As autoridades listam alguns hábitos que coletivamente podem fazer a diferença na disponibilidade de água para os moradores nos próximos meses:

  • escovar os dentes e lavar a louça com a torneira fechada;
  • tomar banhos rápidos;
  • não lavar carros e calçadas;
  • usar vassoura e balde, em vez de mangueiras, para lavar garagens e corredores
  • usar somente quando necessário a descarga do vaso sanitário;
  • evitar uso de água corrente para descongelar alimentos;
  • ficar atento a vazamentos em casa.

Fonte: G1.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: NO PARANÁ, ESTIAGEM LEVA GOVERNO A DECRETAR SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM DUAS REGIÕES

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: EM TESTES, NOVA ESTAÇÃO DE ESGOTO DE JOINVILLE/SC TERÁ MAIS OBRAS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *