NOTÍCIAS

Estações de Tratamento de Esgoto estão funcionando em Araranguá

Fazer a ligação é importante para a saúde e meio ambiente.

ararangua-samae

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) recebeu autoridades, servidores públicos, ex prefeitos, alunos, professores, diretores e comunidade em uma manhã considerada histórica para o município, dia 01. Neste dia, aconteceu o lançamento das atividades das Estações de Tratamento de Esgoto Sanitário de Araranguá, localizadas na Urussanguinha e Parque Alvorada (ETE I e II).

Investimento

Nas obras foram investidos mais de R$10 milhões, com contrapartida de mais de R$ 800 mil para implantação de esgoto sanitário no município. Foram também investidos mais de R$ 5 milhões, com contrapartida de mais de R$ 600 mil, para ampliação do sistema de esgotamento sanitário.

No evento, foi apresentado um histórico do Samae, que há 48 anos realiza o tratamento de água na Cidade das Avenidas. Além disso, foi apresentado em um telão o vídeo institucional do Samae.

ararangua-samae1

Alunos fazem apresentação

O projeto Samae na Escola foi retomado e ampliado. Alunos da E.B.M. João Matias, apresentaram duas músicas junto com Léia Batista e Wilson Neto, da Trupe da Aurora e abrilhantaram o evento. “Educação e conscientização para o uso racional da água e preservação do meio ambiente. Através do teatro, de forma lúdica, esta mensagem está sendo passada nas escolas e o resultado tem sido surpreendente. É com muito orgulho que escrevi a peça “A lenda da água e do homem”, que está sendo levada para as crianças”, destacou Léia.

ararangua-samae10

“Com muita honra escrevi a letra da música que faz parte deste projeto e está sendo trabalhada com os corais Samae na Escola. Além disso, estão sendo feitas palestras, a Trupe da Aurora esta muito realizada. A arte muda as crianças, que são nosso futuro”, ressalta Neto.

ararangua-samae3

Sistema de tratamento de efluentes sanitários

Posteriormente, através de vídeos, os presentes puderam conhecer a forma de funcionamento da implantação do sistema de tratamento de efluentes sanitários e também a forma de ligação das edificações às redes coletoras. Nos vídeos foram respondidas perguntas como o que é saneamento básico, o que se entende por sistema de tratamento de efluentes sanitários, qual a importância do sistema e do tratamento de esgoto e quais benefícios isto traz.

Leia também: SAMAE já testa Estações de Tratamento de Esgoto em Araranguá

Como funciona

Para explicar como funcionará o sistema e como fazer a ligação na rede coletora, foi convidado o engenheiro Sanitarista, Everson Casagrande. “Este é um sistema convencional que trabalha por gravidade, ou seja, toda rede inicia num ponto mais alto e vai descendo até chegar no mais baixo, onde é recalcado, novamente em um ponto mais alto, até um ponto mais baixo, até chegar na Estação de Tratamento. Onde ele é recalcado chama-se Estação Elevatória de Esgoto.

Comprimento total da rede

O comprimento total da rede é de aproximadamente 63 quilômetros, vamos atingir praticamente 40% da população urbana do município. As pessoas têm que fazer a ligação, que é muito simples. Na frente da sua casa está a caixa de ligação, no Samae mostramos que é fácil, retira a tampa e engata o tubo que vem da casa, estamos iniciando uma campanha, até porque precisamos de esgoto para tratar nas estações. Quem se preocupa com o meio ambiente, sabe que tem que fazer a ligação”, explica.

ararangua-samae4

Importância da ligação

A secretária de Saúde, Evelyn Elias, chamou a atenção do impacto que gera na saúde da população, além da qualidade de vida. “Friso sobre as doenças gastrointestinais, em função da distribuição de fezes que não são controladas. Outro fato importante, é o controle do mosquito Aedes Aegypti, com este projeto temos certeza que contribuirá com a eliminação de mosquitos nas bocas de lobo”.

ararangua-samae5

O presidente da Câmara de Vereadores, Daniel Viriato, lembrou que nos anos 70 a água era levada do Espigão da Pedra para a Barranca. “Quando chegou a água do Samae, foi um evento, as pessoas comemoravam, porque estava chegando qualidade de vida. Agora, temos um novo desafio no município, pois água de qualidade garantimos. Tratar o esgoto é dar saúde para a população e prevenir doenças”.

ararangua-samae6

O prefeito, Mariano Mazzuco, convidou para estarem ao seu lado durante sua fala os ex prefeitos de Araranguá, Gercino Pascoali e Osmar Nunes. “É uma honra tê-los aqui, faço questão de chamá-los, porque também fizeram história na cidade. Eles representam todas as administrações que já passaram na cidade e contribuíram com o município. Esta inauguração mostra que muitas pessoas serão atendidas, o que me deixa certo que o caminho foi bem iniciado e que daqui pra frente, faremos muito mais. O tratamento de água já é muito eficaz, agora faremos o mesmo com a parte de esgotos, investiremos e melhoraremos a qualidade de vida das pessoas”.

ararangua-samae7

Os ex prefeitos também fizeram uso da palavra e relembraram seus tempos, sendo aplaudidos.

ararangua-samae8

Muito orgulhoso com a inauguração, o diretor Geral do Samae, José Hilson Sasso, reafirmou o compromisso do Samae com a sociedade araranguaense. “O Samae está se esforçando para levar água de qualidade para a população e principalmente tratar o esgoto. As obras já estão prontas, foram testadas, aprovadas, agora precisamos que as pessoas façam sua parte. É preciso que façam as ligações, é importante pra saúde, pro meio ambiente, para a qualidade de vida. O Samae vai continuar com seus trabalhos, já estamos com o projeto pronto do restante da cidade e vamos buscar recursos para contemplar o restante do município. O esgoto está funcionando, com qualidade, devolvemos para o meio ambiente uma água boa”.

ararangua-samae9

O Samae trabalha com foco no desenvolvimento de ações que melhorem a qualidade de vida na cidade, além disso, que oportunizem o desenvolvimento econômico e avanços sociais. A ETE I beneficiará os bairros Urussanguinha, Alto Feliz e parte do Centro. A ETE II beneficiará os bairros Parque Alvorada, Vila São José e parte da Coloninha.

Fonte: Revista W3