NOTÍCIAS

Engenheiras baianas apresentam estudo inédito sobre áreas contaminadas nos EUA

Engenheiras baianas apresentam estudo inédito sobre áreas contaminadas nos EUA – Integrantes da Cetrel mostrarão os resultados de um trabalho que tem como base o Programa de Gerenciamento de Recursos Hídricos no Polo Industrial de Camaçari.

Um estudo inédito, desenvolvido por duas engenheiras da empresa ambiental Cetrel, será apresentado durante a 22ª edição da “Conferência Internacional sobre Remediação de Compostos Clorados e Recalcitrantes”, que será realizado em Palm Springs, na Califórnia, nos Estados Unidos. O evento acontecerá de 22 a 26 deste mês. A companhia baiana será a única empresa do estado a apresentar um trabalho no evento

Engenheiras baianas

 Rosialine Roedel e Rizia Aguiar / Fotos: Arquivo pessoal

Durante o congresso, a especialista em gerenciamento de recursos hídricos da empresa ambiental, Rosialine Roedel, apoiada pela coordenadora de Gerenciamento Ambiental (GAM) da Cetrel, Rizia Aguiar, mostrará os resultados do monitoramento da qualidade da água subterrânea das formações geológicas de Marizal e São Sebastião, que estão na área do Polo Industrial de Camaçari. A pesquisa, intitulada de “Data Management Strategies for Continuously Improving a Megasite Conceptual Site Model, in Bahia, Brazil”, começou a ser desenvolvida em 1994, com o início da implementação do Programa Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos (PGRH) do polo.

“O estudo visa apresentar como a forma sistêmica, integrada e robusta de tratamento de dados ambientais gerados, nas atividades do PGRH, teve ação direta nas estratégias de gerenciamento e melhoramento contínuo do modelo conceitual deste megasite (o Polo Industrial de Camaçari). Para se ter uma ideia, em apenas uma campanha de monitoramento da qualidade da água subterrânea da região, mais de 500 mil resultados analíticos são gerados, sem contar com toda a especificidade hidrogeológica advinda de depósitos quaternários do Marizal e São Sebastião”, antecipa Rosialine.


LEIA TAMBÉM: DESCOBRIR, INVENTAR E INOVAR


 

Ela ainda acrescenta que a abordagem garante melhores interpretações dos dados, reduzindo o tempo entre a coleta das informações e uso em decisões estratégicas.

“Além disso, a confidencialidade é uma questão sine qua non, pois o Modelo Conceitual de Contaminação (CSM) incorpora dados de diferentes stakeholders e industriais. Assim, o modelo deve permitir a discussão de temas confidenciais, que, às vezes, precisam ser compartilhados entre sites adjacentes, com a devida comunicação e procedimento legal”, detalha a engenheira ambiental, salientando que o desenvolvimento desta pesquisa e a participação neste congresso enaltecem a qualificação e a capacitação da equipe Cetrel no gerenciamento de áreas contaminadas.

Organizada pela Battelle, o evento, que é um dos maiores do mundo no segmento, contará com a participação de mais de 25 países.

“Será uma oportunidade incrível para a comunidade de gerenciamento de áreas contaminadas se reunir, aprender e interagir. E a Cetrel estará presente levando e trazendo para a suas atividades as melhores e mais inovadoras práticas em ciência, engenharia, consultoria e remediação de á

reas contaminadas”, conclui Rosialine.

Mais informações sobre o congresso podem ser obtidas no endereço eletrônico: https://www.battelle.org/conferences/2022-chlorinated-conference.

Fonte: Cetrel


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: EMPRESAS BUSCAM CERTIFICAÇÕES DE PRÁTICAS AMBIENTAIS PARA ATRAIR INVESTIMENTOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: IBAMA REDUZ EM 95% OS IMPACTOS SOBRE CORAIS EM EMPREENDIMENTO DE PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS OFFSHORE