NOTÍCIAS

Em uma decisão sem precedentes, condados da Califórnia /EUA obterão 0% de acréscimo de água

Agências de água na Califórnia, atingida pela seca, que atendem 27 milhões de residentes e 750.000 acres de terras agrícolas, não vão receber nada da água que solicitaram ao estado para 2022, exceto o que é necessário para saúde e segurança crítica, anunciaram autoridades estaduais na quarta-feira.

Somente a água necessária para a saúde e segurança será permitida, já que a seca continua afetando o estado

Imagem Ilustrativa

Não se tem notícias de que o departamento de recursos hídricos tenha emitido uma alocação de 0% de água anteriormente, um marco que reflete as terríveis condições na Califórnia, já que a seca continua afetando o estado mais populoso do país e os reservatórios caíram para níveis historicamente baixos.

Autoridades estaduais de água disseram que restrições obrigatórias de água podem estar chegando e solicitam que os consumidores economizem esse recurso.

“Se as condições continuarem tão secas, veremos cortes obrigatórios”, disse Karla Nemeth, diretora da DWR, aos repórteres.

A baixa alocação, embora sem precedentes, não significa que os californianos correm o risco de perder água para beber ou tomar banho. O Projeto Estadual de Água é apenas uma fonte de água para os 29 distritos que abastece; outros incluem o Rio Colorado e projetos de armazenamento local.

O estado fornecerá uma pequena quantidade de água para as necessidades de saúde e segurança de alguns dos distritos que a solicitarem, mas eles não vão receber água para nenhuma outra finalidade, como irrigação, paisagismo e jardinagem, que consomem quantidades significativas de água.

O Projeto Estadual de Água é um complexo sistema de reservatórios, canais e represas que funciona, junto com o Projeto Federal Vale Central, para fornecer água para todo o estado a cerca de 40 milhões de pessoas. Lago Oroville, seu maior reservatório, está apenas com 30% da sua capacidade de armazenamento de água, cerca de metade do que é normalmente nesta época do ano.

Os distritos que dependem do estado têm um valor máximo que podem solicitar a cada ano e, a alocação representa quanto o estado pode doar com base nos recursos hídricos disponíveis.


LEIA TAMBÉM: POÇOS DE ÁGUA CORREM O RISCO DE SECAR NOS EUA E NO MUNDO TODO


 

A porcentagem pode ser ajustada no início do inverno e na primavera, dependendo da quantidade de neve e chuva que o estado recebe.

No ano passado, o segundo mais seco já registrado no estado, a alocação do recurso hídrico aos distritos passou de 10% em dezembro, para 5% em março. A única outra vez, desde 1996, que os distritos não receberam nada, foi em janeiro de 2014, durante a última seca.

O distrito metropolitano de água do sul da Califórnia é o maior cliente do estado e fornece água para cerca de 19 milhões de pessoas.

Um terço de seu abastecimento vem do estado. O distrito declarou emergência devido à seca em novembro e, ordenou que as pessoas economizassem água, uma mensagem que seus líderes enfatizaram recentemente. Ele receberá um pouco de água para fins de saúde e segurança.

“A redução dramática de nossos suprimentos no norte da Califórnia significa que todos devemos intensificar nossos esforços de conservação”, disse Adel Hagekhalil, gerente geral do distrito, em um comunicado. “Reduza a quantidade de irrigação externa em um ou dois dias. Tome banhos mais curtos. Conserte vazamentos. Se todos nós fizermos nossa parte, vamos superar isso juntos. ”

Embora o distrito, como um todo, tenha acesso à água de outras fontes, como o rio Colorado, algumas de suas agências membros nos condados de Los Angeles e Ventura dependem quase exclusivamente do abastecimento do estado. Três desses distritos emitiram um comunicado conjunto, pedindo aos moradores que reduzam o uso de água em projetos externos, como paisagismo.

“Isso certamente não era o que ninguém queria ouvir”, disse Jay Lewitt, presidente do distrito municipal de água de Las Virgenes, que fornece água para 75.000 pessoas.

A alocação de água do estado normalmente, mas nem sempre, sobe da primeira estimativa de dezembro para maio, após o fim das tempestades de inverno que reabastecem os suprimentos de água acumulada em neve. Mas as autoridades estaduais de água alertaram que os tempos de seca provavelmente continuarão, criando um ano difícil pela frente. O estado até agora não conseguiu cumprir a meta do governador da Califórnia, Gavin Newsom, definida em julho de uma redução voluntária de 15% no uso de água.

Nemeth, o diretor do DWR (sigla em inglês para Departamento de Recursos Hídricos da Califórnia), disse que o estado poderia estabelecer restrições obrigatórias, se os distritos locais não as estabelecerem e, se os esforços voluntários ainda assim não atingirem a meta.

O conselho estadual de controle de recursos hídricos propôs, recentemente, regulamentações de emergência que proibiriam certas práticas “desperdiçadoras”, como regar gramados quando está chovendo ou lavar carros com mangueiras que não desligam automaticamente.

Fonte: The Gardian

Adaptado para Portal Tratamento de Água

Traduzido por Jaqueline Morinelli


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: SE CONDENADO, NAVIO GREGO SUSPEITO DE DERRAMAR ÓLEO PODE AJUDAR NA RECUPERAÇÃO DO LITORAL DO CEARÁ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: CETESB COMPÕE REDE DE CONTROLE EPIDEMIOLÓGICO NA AMÉRICA LATINA