NOTÍCIAS

Corsan começa os primeiros testes em nova ETE

Companhia espera a chegada de uma bomba para começar talvez ainda em setembro os testes com esgoto e dar início a proliferação de bactérias. A operação do sistema deve começar em 2021

 

ete

 

A Corsan e as empresas contratadas por ela para a execução do serviço tem feito os primeiros testes da Estação de Tratamento de Esgoto – ETE em Carazinho. O engenheiro da companhia, Rudney Cracco, comentou que a intenção é de que começar os primeiros testes com esgoto, talvez ainda no mês de setembro.

“A gente teve um empecilho em um dos equipamentos, são de inox, específicos para estação de tratamento de esgoto. A empresa está buscando este equipamento que é uma bomba para dosagem de produtos químicos, e a medida que for instalado, a gente tem condições de começar a fazer os testes na estação”, citou.

Cracco explicou que a tendência é de que no início de 2021 a ETE tenha condições de estar recebendo o esgoto gerado por três mil economias de um total de 21 mil que estão mapeadas na cidade. Além de concluir as redes coletoras e a instalação de todos os equipamentos na estação, ainda será preciso evoluir nos procedimentos comerciais do serviço que passará a ser oferecido.

“O tratamento efetivamente vai demorar um pouco mais, pois ainda depende de todo procedimento comercial de notificação, de aviso para a comunidade de que haverá condições de interligar, os prazos de carência para fazer esta ligação e isto pode demorar um pouco, mas acreditamos que no início de 2021 o município possa estar com a interligação das residências e iniciar o tratamento de esgoto”, informou Cracco.

Testes

De acordo com o engenheiro da companhia, já foram feitos alguns testes com água para verificar se as bombas estão funcionando, se não há vazamentos nos tanques ou interferências entre equipamentos.

“A medida que estiver tudo ‘ok’ com os equipamentos a gente precisa carregar a estação de tratamento com bactérias que são, digamos, uma parcela de esgoto que vamos ter que trazer de outra estação de tratamento para colocar nos tanques para que ela comece a formar o número suficiente de bactérias para digerir o esgoto que vai chegar lá. Este é o princípio do tratamento de esgoto. São bactérias que se alimentam da matéria prima que tem no esgoto. Esta é uma etapa que vai demandar um bom tempo”, explica o profissional.


LEIA TAMBÉM: TECNOLOGIA CONVERTE ÁGUA DO MAR EM ÁGUA POTÁVEL EM APENAS MEIA HORA


O engenheiro disse também que uma obra importante para o sistema ainda em andamento é a que está na Rua Assis Chateaubriand, na Vila Rica, onde o diâmetro de rede é maior, pois conecta o recebimento do sistema das regiões e lançará o material para estação. Atualmente as ruas onde o sistema de captação do esgoto está sendo feito pelas empresas contratadas pela Corsan estão nos bairros Ouro Preto, Operária, Sommer e Avenida Flores da Cunha em direção a Borghetti.

Condução por declive

Contudo, Cracco observou que talvez nem todos os trechos de ruas destas regiões da cidade receberão obras, uma vez que o sistema depende da topografia do terreno, já que ao considerar que a condução do material no sistema se dá por declive e não por pressão, a topografia da área é determinante para execução do projeto.

Segundo Cracco, possivelmente para o início do próximo ano haverá uma grande licitação para a construção de redes coletoras e que vai prever a inserção da Avenida Flores da Cunha e de outras regiões de Centro da cidade.

“Em função do novo marco do saneamento de que até o ano de 2033 tem de ser atendido praticamente 90% de esgoto tratado vai ter bastante obras de saneamento daqui em diante para conseguirmos atender a este quantitativo”, declarou Cracco.

Ainda conforme o servidor da companhia, embora os valores dos novos serviços ainda serão definidos, a premissa é de que o tratamento de esgoto custe o equivalente a 70% do metro cubico de água consumida.

Fonte: Diário da Manhã.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: OBRAS DA MAIOR PLANTA DE DESSALINIZAÇÃO DE ÁGUA DO MAR DO BRASIL TEM SEU CRONOGRAMA ALTERADO DEVIDO AO CENÁRIO DA PANDEMIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: DESINFECÇÃO POR UV MINIMIZA O POTENCIAL POLUIDOR DOS CONTAMINANTES EMERGENTES