NOTÍCIAS

Condomínio Sustentável usa eficiente tecnologia de esgoto para viabilizar reuso de água

“A estação chega a tratar até 408 mil litros de esgoto doméstico por dia, e para isso fornece oxigênio, através de membranas, diretamente para um biofilme formado por bactérias”

ete

No mês de abril de 2021, um condomínio residencial com aproximadamente 2.700 residentes localizado em Santana do Parnaíba/SP, se tornou o primeiro na América Latina a contar com uma Estação de Tratamento de Esgoto com uma tecnologia inovadora e altamente eficaz chamada de MABR (siga em inglês para reator de biofilme aerado por membrana ). Essa ETER (Estação de Tratamento de Esgoto Sanitário para Reuso) foi construída para possibilitar a reutilização dos efluentes do condomínio.

A estação chega a tratar até 408 mil litros de esgoto doméstico por dia, e para isso fornece oxigênio, através de membranas, diretamente para um biofilme formado por bactérias, que assim aceleram o tratamento, removendo os contaminantes biológicos e as bases de carbono e nitrogênio do efluente. Nesse ciclo a água se torna segura para reuso.

Essa água é então utilizada principalmente para manutenção de jardins em áreas comuns bem como abastecimento de sanitários, poupando o uso de água potável.

Tecnologia de MABR

A tecnologia de MABR permite que o oxigênio utilizado no processo seja muito bem aproveitado, além da eficiencia no tratamento reduz consideravelmente o consumo de energia. Todo o sistema da Estação de Tratamento é extremamente compacta e econômico em comparação as opções convencionais disponíveis no mercado, as quais não poderiam ser implantadas em espaços reduzidos como nesse caso.

A membrana (MABR) da Oxymem – marca Dupont – intensifica o processo de tratamento dando segurança, resiliência, robustez e principalmente inibindo odores desagradáveis, o que reforça sua facilidade de implantação em qualquer área. Outra vantagem é a possibilidade de absorver facilmente flutuações e variações nos efluentes de entrada, como comportamentos de consumo e sazonalidade.

Por fim, a AWS empresa responsável pelo projeto e implantação optou por agregar um robusto sistema de ultrafiltração com membranas do mesmo fabricante, promovendo um polimento final no esgoto tratado que remove 99,9999% dos vírus, bactérias e patógenos. Essa combinação com o MABR entrega uma água de reuso de altíssima qualidade, sendo na realidade uma água limpa muito melhor do que aquela exigida pelas normas brasileiras que orientam os parâmetros de qualidade para usos não potáveis.

Projeto pioneiro

Este pioneiro projeto foi viabilizado, implantado e está sendo operado pela empresa responsável, A Water Solution – AWS, que adotou um modelo de negócio chamado B.O.T. (Build, Operate and Transfer – Construção, Operação e Transferência em inglês). Neste modelo de negócio, todos os custos referentes ao projeto foram de responsabilidade da empresa, logo os condôminos não precisaram realizar qualquer investimento para dispor dessa inovadora e eficiente Estação de Tratamento, sendo que ainda também fica a cargo da AWS toda responsabilidade técnica e operacional durante um prazo de pelo menos 10 anos.

“Este projeto está no centro das atenções do setor de saneamento básico por ser a primeira Estação de Tratamento de Esgoto para Reuso na América Latina construída e totalmente projetada e dedicada a inovadora tecnologia de MABR” – Edison Ribeiro e Daniel Andriolo, Sócios-Diretores da empresa AWS – A Water Solutions Brasil.

A tecnologia DuPont está no coração do sistema. “Nossa equipe de suporte local apoiou a AWS para entender totalmente a nova tecnologia e auxiliou em todas as fases do projeto trabalhando em conjunto para garantir a qualidade de entrega necessária. O MABR OxyMem é uma tecnologia muito robusta usada em estações de tratamento de esgoto com espaço restrito em todo o mundo” comenta Daniel Toniolo, gerente de novos negócios da Dupont no Brasil.

Saiba mais

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: TJ-RJ SUSPENDE LEI DE MONITORAMENTO DA ÁGUA E ESGOTO DURANTE EPIDEMIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: INICIADA OBRA DO SEGUNDO RESERVATÓRIO DO NOVO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DE ORIXIMINÁ/PA