BIBLIOTECA

Qualidade físico-química e microbiológica da água utilizada para consumo humano e dessedentação animal em propriedades rurais produtoras de leite na região do Vale do Taquari/RS

Resumo: A água é um recurso natural finito importante na manutenção da vida, na composição dos seres vivos e do meio ambiente, porém nem sempre é utilizada ou conservada da melhor forma. A utilização da água de poços próprios, fontes, nascentes é uma prática comum no meio rural até por ser considerada pura por quem a consome. Entretanto, muitas vezes, pode haver contaminação física, química ou biológica, seja no processo de captação ou durante o trajeto até o ponto de consumo. Para que a água seja considerada própria para o consumo ela deve atender aos padrões de potabilidade, assegurados pela legislação vigente. O estudo objetivou verificar a qualidade físico-química e microbiológica da água de consumo humano e dessedentação animal em propriedades rurais com produção de leite na região do Vale do Taquari/RS. Esta pesquisa foi composta por 104 estabelecimentos rurais indicados pela Secretaria de Agricultura e EMATER dos 36 Municípios pertencentes à região. Nestes locais foram coletadas amostras de água para análise dos parâmetros físico-químicos: pH, turbidez, cor, condutividade elétrica, temperatura, sólidos dissolvidos totais, alcalinidade, dureza total, amônia, cloro residual livre, cloretos, oxigênio consumido, oxigênio dissolvido e ferro, e dos parâmetros microbiológicos: coliformes totais e termotolerantes. O resultado de cada parâmetro analisado foi comparado ao valor máximo permitido estabelecido (VMP) pelas legislações: Resolução do CONAMA n o 357 de 2005, Resolução do CONAMA n o 396 de 2008 e a Portaria do Ministério da Saúde n o 2914 de 2011. Os resultados indicaram que as fontes utilizadas para o abastecimento humano na região são de sociedades de água com tratamento e por poços próprios com e sem tratamento. Os parâmetros físico-químicos cloretos, dureza, ferro e sólidos dissolvidos totais estão de acordo com a legislação em todas das amostras de água analisadas destinada ao abastecimento humano, quando aos parâmetros microbiológicos, os resultados encontraram-se acima do VMP em 62,50% das amostras. Para dessedentação animal a água dos bebedouros provém de poços próprios sem tratamento, seguidas de sociedade de água com tratamento, açudes, arroios, banhados e córregos. Verificou-se que os parâmetros físico-químicos alcalinidade, cloretos, dureza e ferro estão de acordo com o VMP estabelecido pelas legislações e em 50% das amostras os parâmetros microbiológicos encontraram-se acima do VMP. As fontes utilizadas devem aderir ao tratamento simplificado conforme previsto em lei e monitoramento periódico dessas fontes, visando diminuir o número de coliformes e consequentemente atender aos demais parâmetros que ainda não estão enquadrados à legislação.

Autora: Jaqueline De Bortoli.

Leia o estudo completo: Qualidade físico-química e microbiológica da água utilizada para consumo humano e dessedentação animal em propriedades rurais produtoras de leite na região do Vale do Taquari/RS