Biblioteca

A Importância dos Serviços de Engenharia em Tratamento de Água e Efluentes

Publicado em 08/06/2018 às 15:14:16

Como é de conhecimento geral, saneamento é extremamente importante para a saúde pública, havendo inúmeros estudos mostrando que cada R$ 1,00 investido em saneamento representa uma economia de R$ 4,00 em saúde pública.

h2o

Figura 1 – Eescritório da H2O Engenharia, localizado em São Paulo – SP.

Quando se fala em saneamento, entretanto, engloba-se água e esgoto e, naturalmente, os investimentos são direcionados em maior escala para os sistemas de tratamento de água em detrimento dos sistemas de tratamento de esgoto.

As concessionárias públicas e privadas estão na busca da universalização dos sistemas de abastecimento de água cuja implantação e operação é menos custosa e mais vistosa que a de esgoto, mas deveria haver um compromisso na implantação de cada um destes sistemas de maneira a que ambos avancem conjuntamente.

Claro que há a necessidade de se proporcionar água de qualidade, o que a portaria 2914 de 12/12/2011 do Ministério da Saúde já estabelece, mas também há a necessidade de um sistema de coleta e tratamento de esgotos eficaz de maneira a melhorar as condições sanitárias brasileiras.

Planos Diretores Municipais

O atendimento desta condição somente será atendido mediante a criação de Planos Diretores Municipais com durabilidade mínima de 10-20 anos assim como Planos Básicos de Saneamento em sintonia entre si. Os Planos atualmente existentes englobam tantas ações simultaneamente que a área de tratamento de esgotos sanitários é relegada a segundo plano e as metas estabelecidas são sempre postergadas – “o Brasil é o país do futuro.”

Com Planos condizentes com as realidades locais técnicas e econômicas, as concessionárias poderiam programar mais adequadamente seus investimentos e poderiam usar um sistema tarifário condizente com as condições locais e as suas capacidades financeiras. Dentro desta lógica teríamos as legislações ambientais sendo cumpridas a um custo razoável. Naturalmente que os custos finais seriam repassados aos consumidores que deveriam ser devidamente esclarecidos sobre este fato.

Além disso, há um outro ator que poderia ser incorporado ao sistema de melhorias sanitárias, que é o meio acadêmico que poderia contribuir com idéias e soluções técnicas que serão aplicadas localmente. Esta seria uma forma de atrair o meio acadêmico para a realidade das implantações.

Soluções inteligentes

Todas estas ações poderão ser coordenadas por empresas de engenharia, que já estão capacitadas para desenvolverem soluções inteligentes e que apresentem relações custo-benefício altamente interessantes. O objetivo seria: regras simples, claras e objetivas e soluções que considerem as especificidades locais.

A H2O Engenharia possui mais de 40 anos de experiencia nacional e internacional na área de saneamento. Ela é dedicada exclusivamente ao tratamento de água e efluentes. Ela executa os serviços de operação, implantação, gerenciamento, diagnóstico, projeto, treinamento e monitoramento das plantas.

Uma questão muito importante é o treinamento de futuras equipes de operação que deverão ser capazes de aplicar as tecnologias adotadas e operar dentro das condições mais adequadas.

Custos

Atualmente este conjunto de ações e atores trabalham de forma desordenada, gastando energia no entendimento das regras para a realização dos empreendimentos necessários, usando tecnologias que apenas consideram custos de investimento sem nenhuma perspectiva nem entendimento das necessidades futuras do local, ou seja além do mau uso do dinheiro há uma série de forças que não estão se somando para melhorar o saneamento.

Percebemos que nos últimos anos onde as empreiteiras abraçaram a área de saneamento, uma busca obsessiva pela redução de custos de implantação (contra o que não há nada contra), não considerando custos operacionais ou de manutenção (isto não é interessante para o cliente final). Como consequência, as empresas fabricantes de equipamentos e integradoras de sistemas fornecem soluções que não funcionam adequadamente, mas que tem baixo custo de implantação, gerando prejuízos a médio e longo prazo para todos.

A engenharia exerce um papel central em todas estas questões, agregando todos estes atores que atuam na implantação de soluções técnicas e financeiras mais eficientes.

Há a necessidade de se quebrar alguns paradigmas de soluções tecnológicas, pois na grande maioria das Estações de Tratamento de Águas e Esgotos, ainda são usadas tecnologias de mais de 20 anos atrás, num mundo em alta velocidade. Obviamente isto passa por uma mudança na atual forma de licitação que deveria beneficiar estas soluções inovadoras.

Historicamente o Brasil tem se caracterizado por ter excelentes leis, mas uma péssima fiscalização e mau uso de novas técnicas. Parte da solução passa pela engenharia que deve ousar mais na definição de modernas tecnologias com baixo custo.

A forma mais correta de evitar isto é capacitar as empresas de engenharia para que selecionem as soluções mais adequadas para cada caso, desenvolvendo projetos conceituais (antes do básico e detalhado) que sejam eficientes, de alta performance e baixos custos gerais (investimento, operação, manutenção, performance, etc.).

h2o

Figura 2 – Serviços oferecidos pela H2O Engenharia.

h2o

Figura 3 – Serviços oferecidos pela H2O Engenharia.

As etapas descritas acima devem ser realizadas antes de se decidir pela tecnologia a ser empregada, considerando as especificidades locais e os requisitos legais.

Saneamento não deve ser considerado apenas como um “custo necessário para atender a legislação” mas como uma oportunidade de melhorar a qualidade de vida da sociedade, educação ambiental e possibilidade de retorno técnico e econômico.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *