BIBLIOTECA

Implantação de reúso de águas cinzas para fins não potáveis em escola

Resumo

A água é a substância mais abundante na superfície da Terra. Porém, analisando o cenário atual, percebe-se um crescimento acelerado da população, juntamente com o desenvolvimento das cidades e indústrias, provocando um aumento da demanda de recursos hídricos. Tendo em vista esta realidade, o reúso de águas cinzas é uma das alterativas sustentáveis que contribui para o uso racional da água. O objetivo deste trabalho foi realizar uma avaliação qualitativa e quantitativa das águas cinzas geradas nos lavatórios das instalações sanitárias do prédio 20 do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), com a intenção de elaborar um sistema de reúso. A metodologia utilizada consistiu em monitoramentos diários e ensaios de caracterização das amostras, como também uma análise econômica para implantação desse tipo de sistema. Os resultados obtidos nesta pesquisa mostraram que as águas cinzas apresentam características que possibilitam o seu reúso, ainda que o volume demandado seja muito maior do que o gerado; e que investimento necessário para implantação do sistema descrito seria recuperado em 38 meses.

Introdução

A água é um recurso natural de extrema importância para os seres vivos. Todavia, trata-se de um bem esgotável. Dado o cenário atual de crescimento populacional acelerado, o desenvolvimento das cidades, o progresso das indústrias e, consequentemente, o aumento da poluição, o fornecimento hídrico tem se tornado cada vez mais difícil. Tais fatores provocaram um aumento da demanda de água e têm comprometido o abastecimento devido ao lançamento de esgoto nos mananciais. Segundo o Relatório Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura-Unesco, sobre o desenvolvimento dos recursos hídricos(UNESCO, 2015), a desproporção entre a demanda e a oferta causará um déficit de água em escala global.

Diante desse contexto, com intuito de amenizar o problema da escassez hídrica, diversos países iniciaram pesquisas para utilização de fontes alternativas de água, como o aproveitamento de águas pluviais e o reúso de águas cinzas, sendo este o foco desta pesquisa.

As águas cinzas são definidas como águas residuais oriundas de chuveiros, banheiras, lavatórios, tanques e máquinas de lavar, que possuem uma baixa concentração de poluentes. As águas das bacias sanitárias e pias de cozinha não são classificadas neste grupo, já que apresentam elevada carga orgânica.

Para o reúso da água cinza, é necessário satisfazer exigências mínimas de qualidade, conforme recomendado na NBR 13.969/1997 (ABNT, 1997).A fim de atingir esse objetivo, são realizados ensaios de controle e, posteriormente, tratamentos adequados.

As instituições de ensino são locais com grande potencial para o reúso de águas, dado o volume significativo de consumo diário. As águas coletadas dos lavatórios, após tratamento adequado, podem ser utilizadas em descargas sanitárias e lavagem de pisos, por exemplo(BRAGA;RIBEIRO JÚNIOR, 2016).

Com essas considerações, o presente trabalho tem como objetivo realizar uma avaliação qualitativa e quantitativa das águas cinzas geradas no prédio 20 da instituição de ensino técnico e superior Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) Campus2 e analisar a viabilidade da implantação de um sistema de seu reúso

Autores: Akemi Yoshizane Masalaa e Lineker Max Goulart Coelho.

 

leia-integra