BIBLIOTECA

Impacto da incorporação de escuma em lodo de esgoto com fins agrícolas

Resumo: Foram desaguados separadamente em leitos de secagem na ETE Vassoural, Guarapuava, PR, 5 lotes de escuma e de lodo, produzidos em reator tipo UASB tratando esgotos domésticos. Após o desaguamento foram realizadas 3 misturas nas proporções 10, 20 e 50 % em massa de escuma em lodo. Os parâmetros avaliados foram: sólidos totais e voláteis, óleos e graxas, coliformes termotolerantes, Salmonella spp., ovos viáveis de helmintos, N (Kjedahl, NH4+, NO– e NO3-3), C orgânico, a concentração total dos elementos P, K, Na, S, Ca, Mg, Ar, Ba, Cd, Pb, Cu, Cr, Hg, Mo, Ni, Se e Zn. Os tratamentos não apresentaram variância significativa (P0,05) para nenhum dos parâmetros, indicando que a incorporação de escuma nas proporções de 10, 20 e 50% em massa não alterou a composição do lodo de esgoto destinado ao uso agrícola.

Autores: Bárbara Zanicotti Leite Ross; Charles Carneiro; Clodoaldo José Marques; Fernanda Janaína Oliveira Gomes da Costa; Sandro Froehner e Miguel Mansur Aisse.

Leia o estudo completo:Impacto da incorporação de escuma em lodo de esgoto com fins agrícolas