BIBLIOTECA

Caracterização microbiológica e físico-química da ETAR da Ribeira de Frades e de uma instalação piloto como forma de avaliar o seu funcionamento

Resumo

O estudo do funcionamento de uma Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) é bastante importante para entender a gestão correcta de todas as fases dos processos de tratamento existentes nas ETAR.

 
Este trabalho teve como objectivo a caracterização pormenorizada da ETAR da Ribeira de Frades e a respectiva análise das correntes de entrada, do decantador primário, do tanque de arejamento e de saída em termos de composição físico-química. Foram ainda monitorizados e quantificados os principais protozoários e metazoários nos tanques de arejamento presentes e realizadas técnicas de análise de imagem, da descrição morfológica da biomassa agregada e filamentosa. Outro dos objectivos deste trabalho relacionou-se com o estudo de uma instalação piloto em que se pretendia verificar se o sistema poderia operar com diferentes configurações.

 
A licença de utilização dos recursos hídricos da ETAR da Ribeira de Frades obriga a cumprir os valores limite de emissão (VLE) para os parâmetros de carência química de oxigênio (CQO), carência bioquímica de oxigênio (CBO5), sólidos suspensos totais (SST) e pH, podendo concluir-se que este limite foi cumprido ao longo do período de monitorização da ETAR, excepto em alguns dias devido sobretudo às condições meteorológicas. Na generalidade a ETAR apresentou um bom desempenho, com índices de eficiência de tratamento elevados.
A análise à estrutura da biomassa agregada permitiu verificar um predomínio dos mesoflocos durante o período de monitorização da ETAR e da instalação piloto, essenciais para um correto funcionamento de uma ETAR de lodos ativados com boa decantabilidade. Contudo, o conteúdo em bactérias filamentosas provou ser elevado e esteve por detrás dos fenômenos de bulking, de origem filamentosa, registados.

 
Relativamente aos parâmetros microbiológicos constatou-se que, quer no tanque de arejamento quer na instalação piloto, existiu uma predominância de ciliados móveis de fundo, indiciando um tanque a operar com lamas relativamente bem colonizadas e estáveis. Contudo, foi possível ainda de verificar um período na instalação piloto, em que a componente biótica indiciou uma colonização deficiente.

 
Tendo em atenção o objectivo de mimetizar o funcionamento da ETAR, numa primeira fase da operação da instalação piloto, este foi parcialmente atingido, nomeadamente ao nível dos parâmetros físico-químicos. Contudo, o mesmo não foi plenamente atingido no tocante à estrutura da biomassa e á componente biótica. Já o efeito da alteração das condições de operação da instalação piloto teve correspondência ao nível das alterações monitorizadas neste sistema.

 
Autora: Ana Isabel Pereira Vaz.

 

etar-funcionamento