BIBLIOTECA

Adsorção em carvão ativado em pó para remoção de microcistina de água de abastecimento público

Resumo: A ocorrência de florações de cianobactérias em mananciais de abastecimento público prejudica a qualidade da água, podendo, inclusive, ocasionar a presença de cianotoxinas. A dificuldade de remover as cianotoxinas da água motivou o presente trabalho, cujo objetivo foi o de avaliar a remoção da cianotoxina microcistina empregando diferentes carvões ativados em pó (CAPs). Os CAPs foram caracterizados quanto ao número de iodo, granulometria, distribuição e volume de poros, além das isotermas de Freundlich. Os resultados mostraram que os CAPs de madeira apresentaram os maiores valores do número de iodo, capacidade máxima adsortiva (qe,máx) e volume de microporos secundários e mesoporos. A adequada caracterização do CAP é uma etapa importante na sua aquisição pelas estações de tratamento de água, pois índices isolados podem não avaliar corretamente o CAP.

Autores: Müller, Carla Cristine; Raya-Rodriguez, Maria Teresa Monica e Cybis, Luiz Fernando de Abreu.

Leia o estudo completo: adsorcao-em-carvao-ativado-em-po-para-remocao-de-microcistina-de-agua-de-abastecimento-publico