NOTÍCIAS

Projeto científico revela altos níveis de chumbo na água das escolas

O chumbo pode reduzir o QI das crianças e prejudicar o sistema nervoso

bebedouro

Imagem ilustrativa

 

Mas os alunos de 14 escolas que participam do Great British Water Project (um experimento interativo de âmbito nacional organizado pela Don Hanson Charitable Foundation para estudar a qualidade da água da torneira em todo o Reino Unido e a saúde dos habitats de água doce do país), fizeram uma descoberta muito mais surpreendente – que a água potável contém chumbo até cinco vezes mais alto do que o máximo recomendado.

“Nós realmente não esperávamos que houvesse nenhum problema de segurança, então isso realmente nos pegou de surpresa”, disse Andrew Fox, presidente do conselho de curadores da Don Hanson Charitable Foundation , que administrou o projeto.

A instituição de caridade distribui “caixas Hanson” contendo materiais educacionais sobre um tópico diferente a cada ano para 20.000 escolas.

O projeto de água foi uma adição de última hora às caixas deste ano, disse Fox. Mais de 600 escolas receberam materiais para as crianças testarem coisas como a acidez da água da chuva, pesquisar os lagos locais e o sabor da água potável.

“Estávamos fazendo uma degustação às cegas e olhando para a água da chuva e havia uma pesquisa em lagoas e então começamos a obter esses resultados estranhos”, disse Fox.

Várias escolas relataram níveis de chumbo de 50 microgramas por litro – cinco vezes o máximo permitido. Mesmo os baixos níveis de chumbo são tóxicos e podem reduzir o QI das crianças e danificar o sistema nervoso.

Tubulação e solda de chumbo foram proibidas de sistemas de água por décadas no Reino Unido, e o último relatório do Drinking Water Inspectorate diz que no ano de 2020 apenas 40 casos de contaminação por chumbo acima do máximo foram descobertos.

Precauções sendo tomadas  

A instituição de caridade conduziu seus próprios testes em amostras devolvidas por 81 escolas e confirmou que, 14 amostras apresentaram chumbo acima de 50 microgramas por litro, com várias outras apresentando sinais de níveis elevados.

A instituição de caridade agora está entrando em contato com as escolas para alertá-las e a empresa de filtragem Aquaphor, que copatrocinou o projeto, disse que forneceria filtros de água gratuitos para as escolas afetadas.


LEIA TAMBÉM: BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR NANOMODIFICADO É CAPAZ DE ‘LIMPAR’ ÁGUA CONTAMINADA COM COBRE OU CRÔMIO


Estima-se que cerca de 8 milhões de propriedades no Reino Unido, a maioria casas construídas antes de 1970, tenham alguma forma de chumbo no sistema de água potável. As empresas de água adicionam pequenas quantidades de ortofosfato à água para reduzir o risco do chumbo dos canos se dissolver na água, o que pode manter os níveis de chumbo abaixo do máximo atual de 10 microgramas por litro.

Um porta-voz do Departamento de Meio Ambiente, Alimentos e Assuntos Rurais disse:

“O Reino Unido tem água potável de alta qualidade. Embora o uso de tubos de chumbo tenha sido proibido há muito tempo, muitas propriedades mais antigas podem ter tubos de chumbo que inevitavelmente levarão à contaminação.”

“Se uma escola souber que tem tubulação de chumbo ou um teste que falhou para chumbo, ela deve entrar em contato com a companhia de água local, que será obrigada a impor a remoção da tubulação de chumbo pelo proprietário do edifício.”

Em algumas partes do Reino Unido, as empresas de água removeram as tubulações de chumbo das escolas. Em 2019, a Thames Water substituiu a tubulação em cerca de 450 escolas primárias em Londres, construídas antes da proibição da tubulação de chumbo.

Mas alguns diretores temem que o custo da reposição recaia sobre seus orçamentos.

Paul Whiteman, secretário-geral do sindicato de líderes escolares NAHT, disse:

“Muitas escolas são edifícios antigos que exigem muito dinheiro para manter, quanto mais para fazer grandes obras, como remover encanamentos de chumbo. O governo não financia escolas o suficiente para garantir que sejam adequadas ao seu propósito.”

“Uma pesquisa da Associação Nacional de Professores Diretores (National Association of Head Teachers – NAHT) de mais de 1.500 membros, que deve ser divulgada no final de setembro/2021, revela que 83% dos líderes escolares não acreditam que têm capital suficiente para manter seus edifícios e instalações existentes, e ainda mais, 88%, em relação ao financiamento de capital que recebem é insuficiente para desenvolver e melhorar seus edifícios e instalações para atender às necessidades dos alunos.”

“Acreditamos que o governo deve tomar medidas urgentes para estabelecer as condições de todo o patrimônio da escola, incluindo tubulação de chumbo, amianto e ventilação, e investir dinheiro suficiente para garantir que todas as crianças sejam educadas em ambientes seguros e saudáveis.”

Referência: The Gardian

Autor: James Tapper

Adaptado por Portal Tratamento de Água

Traduzido por Jaqueline Morinelli


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: ÁGUA MINERAL ENCANADA TORNA-SE OPÇÃO PARA DIMINUIR IMPACTO AMBIENTAL DE GARRAFAS PET 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: MINERADORA VALE ABRIRÁ 800 NOVOS EMPREGOS COM PRODUTO QUE POLUI MENOS, NO ESPÍRITO SANTO