NOTÍCIAS

Comitê quer criar câmara técnica para propor regulamentação de reúso de efluentes no DF

O objetivo é reaproveitar internamente esses resíduos que hoje são tratados de forma primária e despejados em rios de estados vizinhos, que reclamam da poluição

 

reuso

Os Comitês de Bacias Hídrográficas do Distrito Federal aprovaram a recomendação da criação de uma Câmara Técnica para propor a regulamentação do reúso dos efluentes das estações de tratamento de esgotos na irrigação. A decisão foi unânime e ocorreu em reunião virtual na última semana.

 

O objetivo é reaproveitar internamente esses resíduos que hoje, depois tratados de forma primária, são despejados em rios de estados vizinhos, que reclamam da poluição. A ideia é utilizar a água na agricultura, no florestamento, reflorestamento, na recuperação de áreas degradadas, na pesquisa e geração de outros produtos.

 

CITinova

Outro tema tratado na reunião virtual foi o Projeto CITinova- Planejamento Integrado e Tecnologias para Cidades Sustentáveis, apresentado pela coordenadora Nazaré Soares, da Secretaria do Meio Ambiente do DF, e pela assessora especial da Subsecretaria de Águas e Resíduos Sólidos, Elisa Meirelles.

O projeto estabelece ações voltadas para o planejamento urbano integrado, e inclui, entre outras iniciativas, a estruturação de instrumentos de governança para o enfrentamento das mudanças climáticas; o engajamento social nas políticas ambientais; a implantação de boas práticas nas bacias do Descoberto e do Paranoá, para a recomposição de 80 hectares em áreas de nascentes e de proteção permanente; a aplicação de tecnologias para a descontaminação do solo do antigo Lixão e a promoção de energia solar no DF.

 

 

LEIA TAMBÉM: Parceria da Funasa com Sanesul conclui ETE no MS

Despedida

Ao final da reunião, os comitês de bacias prestaram homenagem a Paulo Salles, que encerra nesta semana a sua gestão como diretor-presidente na Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa).

Os colegiados entregaram uma placa de agradecimento pelo seu empenho e comprometimento na consolidação do sistema de gerenciamento dos recursos hídricos do DF e destacaram, em depoimentos individuais, o papel fundamental do diretor na regulação do uso da água e na participação social na gestão hídrica.

 

Fonte: Jornal de brasília