BIBLIOTECA

Tratamento de efluente por reator biológico aeróbio com membrana visando o reúso de água

Resumo

Em grandes centros urbanos e em determinadas regiões, a escassez de água induz a Resumo: necessidade de utilização de novas fontes de água. Desta forma, o reúso de água originado do tratamento de efluentes tem sido destacado como alternativa para suprir a demanda de água. Este trabalho teve como objetivo analisar a viabilidade de um sistema de tratamento de efluente composto por reator aeróbio associado a membranas de ultrafiltração (reator biológico com membranas externas), visando produzir água para reúso. Os resultados qualitativos observados demonstram maior eficiência de remoção das variáveis analisadas quando comparados com sistemas de lodos ativados convencionais. Observou-se, a possibilidade de diversos usos do permeado produzido para atividades urbanas e industriais, porém, foi verificada a necessidade de remoção de sais para alguns tipos de reúso, tais como em sistemas de resfriamento industrial, devido, principalmente, à elevada concentração de cálcio e magnésio.

Introdução

Os recursos hídricos vêm sendo degradados rapidamente nas últimas décadas, em virtude do desenvolvimento caótico e desordenado da urbanização, a qual é imposta por políticas industriais e de expansão urbana incompatíveis com o desenvolvimento sustentável e, particularmente, com a proteção e manutenção da qualidade dos corpos d’ água.

Desta forma, a necessidade de implantação de novos projetos que concentrem as práticas de tratamento para originar fontes de água para reúso decorre da diminuição de oferta de água associada ao aumento do consumo e da tendência da legislação ambiental tornar-se mais restritiva (Costanzi, 2000).

O aumento do reúso de água incide na contínua identificação de novas fontes pelo desenvolvimento de sistemas de tratamento, que ofereçam qualidade, volume e viabilidade econômica adequada, sendo as águas residuárias municipais, fonte mais comum e disponível para reúso (WPCF, 1989).

Dentro deste cenário, os reatores biológicos com sistemas de membranas surgem como uma nova tecnologia, vindo suprir requisitos de qualidade no tratamento de águas residuárias domésticas e possibilitando o reúso de água em sistemas industriais.

Este trabalho foi realizado com o objetivo de analisar a viabilidade do reúso de efluentes domésticos tratados por sistema biológico aeróbio associado a sistema de separação por membranas.

Autores: Ricardo N. Costanzi; Ivanildo Hespanhol; Lucia N. Asada1 & Adriana Marques.

 

leia-integra