BIBLIOTECA

Avaliação do potencial para reuso de águas cinzas e aproveitamento de águas pluviais em um shopping center

Resumo

O Brasil e o mundo veem enfrentando uma crise hídrica e uma das tentativas mais promissoras de solucionar este problema é o estímulo ao reuso da água como fonte alternativa de consumo. A prática do reuso de águas cinzas e do aproveitamento de águas pluviais já é difundida no setor industrial, contudo no setor comercial urbano ainda é considerada retraída e enfrenta uma série de dificuldades para se estabelecer. Neste contexto, este estudo avaliou o potencial de um sistema para reuso das águas cinzas provenientes dos lavatórios de banheiros, combinado com o aproveitamento da água da chuva em um Shopping Center no estado de Sergipe. Neste trabalho as variáveis avaliadas foram a demanda hídrica da edificação (irrigação de jardim e descarga de vasos sanitários) e as ofertas de água de reuso (água cinza) e da água pluvial. Os resultados indicaram que para fins não-potáveis o sistema consegue atender parcialmente a demanda de água da edificação quando direcionada para suprimento em descargas de banheiros e rega em gramado. A produção média estimada de águas cinzas provenientes dos lavatórios e de águas pluviais foram de 827 e 739 m³/mês, respectivamente. E desse modo foi estimado com a implantação do sistema uma economia média de água potável variando entre 9,3 e 26,4% ao longo dos meses do ano.

Introdução

A distribuição desigual da água ao redor do planeta somada com as alterações climáticas, o aumento da demanda por água pelos setores doméstico, agrícola e industrial, o lançamento de poluentes nos mananciais, e o desperdício de água potável, são sem dúvida os fatores mais críticos que influenciam na redução da disponibilidade e no agravamento da crise hídrica ao redor do planeta. Nesse sentido, ocorre um cenário de desequilíbrio, havendo sempre um déficit de atendimento para a sociedade e uma baixa disponibilidade do insumo, o que causa impactos diretos e indiretos aos seres vivos e ao meio ambiente.

O que vem sendo defendido por muitos pesquisadores como sendo uma solução interessante para reduzir o impacto na demanda hídrica é a utilização racional da água (NUNES, 2006; OLIVEIRA, 1999; ZENG et al., 2003). No entanto, verifica-se como uma necessidade da sociedade moderna a exploração de outras fontes mudando os paradigmas tradicionais do uso da água. Como exemplo de fontes alternativas de provimento de água para fins não potáveis estão as águas cinzas e as águas pluviais.

As chamadas águas cinzas consistem nas águas residuárias provenientes de lavatórios, chuveiros, tanque e máquina de lavar roupas que são segregadas do efluente das bacias sanitárias e das pias de cozinha. Já as águas pluviais são aquelas provenientes da precipitação atmosférica. A vantagem da utilização destas águas em sistemas de reuso está relacionada com a menor presença de poluentes, principalmente se comparadas com o esgoto bruto, permitindo assim o emprego de processos de tratamentos mais simplificados.

A implantação de sistemas de reuso utilizando águas cinzas e águas pluviais para fins não potáveis, seja no setor industrial, agrícola ou urbano, traz um grande número de benefícios não só ambiental, mas também econômico e social, como a redução do volume de água a ser captada de mananciais e consequente alívio no lançamento de efluentes na rede pública de esgoto, além da redução nos gastos com os tratamentos (ERICKSSON et al., 2002). Assim, a implementação em larga escala de sistemas de reuso em edificações residenciais, comerciais e industriais representariam uma grande contribuição para a redução na demanda por a água potável, permitindo o seu direcionamento para atividades que realmente necessitem de um nível de qualidade mais elevado. Alguns pesquisadores focaram suas investigações somente em águas cinzas (ABDULLA & AL-SHAREEF, 2009; MOURAD et al., 2011), outros em águas da chuva coletadas de telhados (COOK et al., 2013; MOREIRA et al., 2012; YOSHINO et al., 2014), e ainda utilizando ambas as fontes (GHISI & FERREIRA, 2007).

Um aspecto importante a ser levado em consideração na implantação de um sistema de reuso em edificações comerciais é a contribuição das águas cinzas, uma vez que na maioria destes empreendimentos a contribuição ocorre apenas de lavatórios, o que resulta em um pequeno volume de efluentes passível de ser tratado e reutilizável, necessitando assim de uma complementação, o qual frequentemente utiliza-se em conjunto com o aproveitamento de água da chuva coletada pelo telhado.

Diante da grande demanda por água potável, da significativa geração de efluentes, e da existência de poucos estudos deste tipo realizados em empreendimentos comerciais, este trabalho teve como objetivo realizar um estudo de caso em um centro comercial (Shopping Center) no estado de Sergipe avaliando o consumo de água potável e o potencial para o reuso de águas cinzas e aproveitamento de águas pluviais, coletadas pelo telhado, para fins não potáveis.

Autores: Alysson Santos de Souza e Bruno Santos Souza.

leia-integra