BIBLIOTECA

Removedores de Lodo tipo Submerso Telescópico – Sigma

O principal resíduo gerado em uma Estação de Tratamento de Água é o lodo que contém as impurezas removidas da água, como partículas, microrganismos, compostos químicos, matéria orgânica, colóides, etc. O tanque de decantação tem volume constante e contém 2 fases, lodo e água clarificada. Quanto menor o volume de lodo no decantador maior será o tempo de detenção “útil” e melhor será a água clarificada. Uma água bem clarificada melhora o processo de filtração, aumenta a vida útil do material filtrante e diminui o desperdício de água tratada na retrolavagem, o consumo de produtos químicos, energia elétrica e mão de obra operacional.

A remoção contínua do lodo no decantador promove o aumento do intervalo entre lavagens dos filtros. Estudos comprovam que em média, ocorre um ganho de 0,5% no rendimento total da estação a cada hora a mais no intervalo entre essas lavagens, o que significa uma diminuição acima de 15% nos custos operacionais da Estação.

A SIGMA, desenvolveu um removedor de lodo que permite a remoção contínua do lodo, sem o uso de bombas, sem mangueiras e sem correntes. Trata-se do modelo RLRS-T.

Veja o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=vrZX-P8qZ50

De concepção simples, o removedor tipo telescópico modelo RLRS-T tem grande aplicação em projetos de modernização e ampliação de capacidade de Estações de Tratamento de Água antigas, podendo inclusive ser instalado abaixo de módulos tubulares aceleradores de decantação.

Totalmente executado em aço inoxidável, o removedor é montado no fundo do tanque e possui dois braços coletores paralelos. É projetado para trabalhar em ampla área de varredura com movimentos de “vai e vem”, longitudinalmente ao comprimento do decantador.

O removedor de lodo telescópico é do tipo ASPIRANTE SUBMERSO SEM MANGOTES FLEXÍVEIS. O lodo é removido por ação da pressão causada pelo nível de água no decantador sem a necessidade do uso de bombas. O equipamento é composto de um corpo tubular fixo, e outro móvel concêntrico que contém os dois braços aspiradores.

sigma2

Os corpos tem montagem telescópica para permitir que o removedor de lodo percorra todo o comprimento do decantador. A coleta de lodo ocorre nos dois sentidos de deslocamento. O corpo coletor móvel é apoiado em rodízios para deslocamento suave e tracionado por cabos de aço inoxidável. No fundo do tanque, um conjunto de guias mantém o conjunto aspirante centralizado e com movimento retilíneo.

Externamente ao tanque, duas válvulas controlam a saída do lodo. Uma de acionamento manual permite o ajuste da vazão de descarga e outra automática On/Off define o início e o fim do processo de descarga.

O conjunto de acionamento é único para cada máquina e é composto de motor elétrico de baixa potência, redutor, eixo e tambor para tração dos cabos, apoiados em mancais de rolamento. Através de um painel elétrico de controle local, pode-se definir a velocidade de deslocamento dos coletores, o tempo de operação e o número de ciclos por dia. Estes ajustes são realizados na prática, em função do volume e da concentração do lodo
coletado.

 

Consulte todos os produtos/serviços na página da Sigma