BIBLIOTECA

Utilização de processo oxidativo avançado (fotofenton) no tratamento de efluente à base de gasolina comercial

Resumo

O presente trabalho consistiu na utilização do processo oxidativo avançado (POA) FotoFenton, para o tratamento de um efluente mimetizado de água e gasolina comercial, de forma a simular águas residuárias de postos de gasolina. Para tanto foi utilizado um reator tubular – Plug Flow Reactor (PFR) de três módulos, sendo cada módulo concêntrico, contendo em seu interior uma lâmpada de UV de 15 W encamisada em tubo de vidro de borosilicato de uma polegada de diâmetro. Foram coletadas 52 amostras de efluente sob diferentes condições de pH, concentração de Fe2+ e peróxido de hidrogênio (H2O2) de forma a avaliar as possíveis interações entre essas variáveis e a porcentagem de carga orgânica removida do efluente. Dessa maneira, foi avaliada a relação entre as variáveis pH, [Fe2+] e [H2O2], e sua influência na remoção de demanda química de oxigênio (DQO). Os resultados obtidos demonstraram que as melhores condições para a realização do experimento foram: pH = 3, [H2O2] = 100 mM e [Fe2+] = 1,0 mM, condições essas que possibilitaram a máxima remoção de DQO alcançada neste estudo.

Introdução

A contaminação de solos e águas subterrâneas por compostos orgânicos tóxicos e biorefratários representa um dos maiores problemas ambientais com os quais o poder publico e comunidades tem se deparado. Uma das fontes mais comuns de contaminação de solos e lençóis freáticos é o vazamento proveniente de tanques subterrâneos de postos de combustíveis, que geralmente resulta na liberação de derivados como diesel, gasolina e outros produtos químicos. Dados de 2016 indicam que há no Brasil 41.829 postos de combustíveis, comercializando um volume de 98.000.000 m3 de gasolina e óleo diesel anualmente (ANP). Nos Estados Unidos, mais de 25.0000 tanques subterrâneos podem eventualmente vazar gasolina para os solos, colocando em risco a saúde pública e todo o meio ambiente (Watts et al., 2000).

Os processos oxidativos avançados (POA) são tecnologias caracterizadas pela geração de radicais hidroxila, substâncias altamente reativas e não-seletivas, sendo capazes de oxidar todas as classes de compostos orgânicos, gerando produtos mais biodegradáveis ou mesmo resultando na completa mineralização dos poluentes (Bolton et al., 1995; Pignatello, 1992).

O processo reativo Foto-Fenton apresenta um grande potencial aplicado no tratamento de águas e efluentes devido à sua alta eficiência na oxidação de contaminantes orgânicos. O poder oxidante do reagente Fenton (H2O2/Fe2+) é atribuído aos radicais hidroxila provenientes da reação de oxi-redução entre os íons Fe2+ e o H2O2 em meio ácido, de acordo com a Equação (1) (Henle et al., 1996).

(…)

Autores: S. M. M. VIEIRA; T. B. da COSTA e F. L. NAVES.

leia-integra