BIBLIOTECA

Análise fisico-quimica da qualidade do permeado e concentrado do processo de dessalinização para fins de potabilidade

Resumo

A crescente demanda por água potável e o nível elevado de poluição dos mananciais tem forçado a busca por novas alternativas de abastecimento, sendo a água do mar, uma fonte viável e abundante. A escolha desta alternativa envolve o monitoramento e o acompanhamento do dessalinizador, para que seu permeador venha a atender aos padrões de qualidade exigidos pela Portaria de Potabilidade. Sendo assim, o presente trabalho vem relatar um estudo de caracterização em um dessalinizador projetado para atender a uma vazão nominal de 48 m³/h. Os estudos realizados consistiam em verificar os valores da amostra do dessalinizador quanto ao atendimento aos padrões estabelecidos pela Portaria de Potabilidade nº 05/2017 anexo XX, através de analises físico-química como: pH, cor, turbidez, cloreto, alcalinidade, dureza total, condutividade, acidez, OD e DQO, afim de avaliar se a água produzida é própria ao consumo humano.

Introdução

A escassez de água potável já é uma situação rotineira em alguns locais do país, proveniente do aumento populacional, degradação dos recursos naturais, mudanças climáticas e/ou a ausência de infraestruturas necessárias. Diante disso, é crescente a procura de novas tecnologias afim de encontrar formas de água potável. A água, um importante recurso natural, além de ser necessária à vida, é fundamental em diversos processos produtivos. Assim, seu uso racional é imprescindível para a garantia da mesma às próximas gerações, do ponto de vista da sustentabilidade, bem como para o crescimento e economia dos países em geral.

A tendência mundial é que, para os próximos anos, haja um aumento ainda maior no consumo da água, devido à demanda e ao crescimento populacional acentuado e desordenado, principalmente nos grandes centros urbanos (MEIO AMBIENTE, 2016).

A tecnologia da dessalinização é atualmente aceita, em todo o mundo, para responder de uma forma ampla, não só ao fornecimento de água potável para fins domésticos e municipais, como também pelo fato de poder ser utilizada para processos industriais, e ainda, como recurso de água de emergência para refugiados ou operações militares (COOLEY, GLEICK, & WOLFF, 2006).

A Dessalinização é um processo físico-químico utilizado no tratamento da água, sobretudo para retirada de sais minerais. O dessalinizador utiliza o processo de osmose inversa no qual membranas semipermeáveis, que funcionam como um filtro, conseguem retirar da água salobra ou salina a quantidade de sais imprópria para consumo humano, produzindo dois efluentes, o permeado (água dessalinizada) e o concentrado. A técnica utilizada é Osmose reversa/inversa, que consiste em realizar a passagem da água salgada através de membranas de fibra oca onde existem poros microscópicos. Nesse processo o sal e todas as impurezas presentes na água ficam presos nestes pequenos poros.

O desenvolvimento desse trabalho contou com o apoio e a participação da Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA).

Autores: João Victor de Melo Silva; Jorge Luiz Gama do Nascimento; Alan Iury Barbosa da Silva Brito; Danillo de Amorim Santos e Valderice Pereira Alves Baydum.

leia-integra