BIBLIOTECA

Estimativa de geração de energia e emissão evitada de gás de efeito estufa na recuperação de biogás produzido em estação de tratamento de esgotos

Resumo: O aproveitamento do biogás proveniente do tratamento de esgoto doméstico, de dejetos animais e da disposição de resíduos sólidos é uma alternativa de geração de energia elétrica com grande potencial de expansão no Brasil. O objetivo deste trabalho foi quantificar a energia fornecida pelo biogás gerado em uma estação de tratamento de esgotos (ETE) e estimar a emissão evitada de gases de efeito estufa (GEEs) com a recuperação do biogás. A ETE analisada possui vazão 33.220,8 m3.d-1 e DQO afluente 14.617,1 kg.d-1 e atende a cerca de 190.000 habitantes.Foram utilizados dados de monitoramento de agosto de 2012 a março de 2013 para quantificar os seguintes parâmetros: demanda química de oxigênio (DQO) convertida em biomassa; sulfato convertido em sulfeto; DQO convertida em metano; perdas de metano (fase líquida e gasosa); potencial energético disponível; potência elétrica disponível; emissão evitada de metano. Os seguintes resultados foram obtidos: eficiência média de tratamento de 65,6%; produção de metano de 1.427,2 m3.d-1; energia elétrica média disponível de 65.280,3 kWh.mês-1 (59% da demanda média mensal de energia da estação); emissão real evitada de metano de 946,2 kgCH4.d-1 e 17.192,6 kgCO2 eq.d-1 (potencial de aquecimento global — PAG — do CH4=21). Pode-se concluir que a recuperação do biogás na ETE Santa Quitéria resultaria em benefícios econômicos e ambientais.

Autores: Patrícia Bilotta e Bárbara Zanicotti Leite Ross.

Leia o estudo completo: Estimativa de geração de energia e emissão evitada de gás de efeito estufa na recuperação de biogás produzido em estação de tratamento de esgotos